9/5 - BRASIL! BRASIL! de ONTEM

BRASIL! BRASIL!



Posted: 08 May 2013 05:57 PM PDT

Mauro Santayana, Blog: MauroSantayana

“A eleição do Embaixador Roberto Azevedo para a direção geral da Organização Mundial do Comércio é uma vitória dos paises emergentes, com o Brics à frente, e da habilidade diplomática do Itamaraty.

Como se noticiou ontem, o Brasil teve, contra o seu candidato, os Estados Unidos, parte da América Latina e a União Européia, com exceção de Portugal. Segundo se soube, Portugal se somou aos países africanos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (que nos apoiaram firmemente ao empenho dos diretores dessa organização), de que é membro, dissociando-se da unanimidade européia. O candidato adversário foi o mexicano Hermínio Blanco.

Dois pontos devem ser destacados no resultado do pleito. O primeiro deles é o geopolítico. A visita de Obama ao México e à América Central é mais uma iniciativa, na história das relações entre as duas metades do hemisfério, para assegurar a presunção imperial de Washington sobre o espaço geográfico que ele sempre considerou seu pelo Destino Manifesto. Como convém lembrar, em seu famoso Curso de Filosofia da História, Hegel previu que, em algum momento do futuro, o eixo da civilização estaria no confronto entre os Estados Unidos e a América do Sul.
Mais informações »
Posted: 08 May 2013 05:31 PM PDT

Em nenhum dos oito Estados atualmente governados pelo PSDB Aécio teria hoje um palanque para sua candidatura à presidência da República


Embora venha sendo apresentado ao País, pela grande imprensa, como candidato à presidente em 2014, pelo PSDB, Aécio Neves não tem hoje condições de viabilizar sua candidatura dentro de seu próprio partido, igualmente em siglas tradicionalmente aliadas.

Com dificuldades para formar alianças com outros partidos, o senador Aécio Neves, potencial candidato do PSDB à Presidência no ano que vem, terá que se empenhar também para segurar palanques tucanos pelo país.

Atualmente o PSDB governa oito Estados, mas cinco desses palanques podem ruir ou acabar divididos entre eles os dos dois maiores colégios eleitorais do país, São Paulo e Minas Gerais.

Aécio já conversou com aliados locais e terá na formação de candidaturas regionais uma de suas principais missões após sua esperada eleição como presidente nacional da legenda, no final do mês.
Mais informações »
Posted: 08 May 2013 04:36 PM PDT

Flávio Aguiar, Blog do Velho Mundo / RBA

“Quando a gente fala em “Velho Mundo”, o que vem ao pensamento é a Europa. Ou a Eurásia e a África. Mas a expressão tem uma dimensão temporal, como demonstra o adjetivo. E nesta dimensão o Velho Mundo é a pátria da direita brasileira e de seus arautos embora, é claro, eles

Secreto? Cada vez menos. Já nem são assombrados, são aterrados pela dura realidade de abrirem a janela para ver, não o Sena, nem o Tâmisa, (por favor, não lembremos o Tejo, também subdesenvolvido), muito menos o Reno, o Elba e o Mosela, nem mesmo o Hudson e os Grandes Lagos, mas – horreur!, my God, meus sais! – os nossos rios, do Oiapoque ao Chuí, e em vez da retilínea Floresta Negra, as retortas da Amazônia, da Mata Atlântica, do Cerrado, da Caatinga, dos bananais etc.

Até os nossos temperados pinheiros – as araucárias – são cheios de curvas e obrigados a conviver com aquela mata confusa que eles abrigam e protegem, em vez de desfrutarem da exclusividade silenciosa e vertical dos pinheirais europeus e das Rochosas.

A nossa direita vive ainda em tempos de Casa Grande & Senzala. Imagina-se na Casa Grande, mas isto é uma espécie de miragem acalentada para compensar o fato de que na sua dura imaginação empedrada vivem mesmo é num puxadinho da Senzala. A Senzala somos nós, o Brasil. Eles são, mas não conseguem assim se reconhecer, apenas os capatazes da Senzala.”
Artigo Completo, ::AQUI::
Posted: 08 May 2013 04:24 PM PDT

Jornalista relança, pela Livraria 247, "Crime de Imprensa", escrito em parceria com Mylton Severiano; livro trata da cobertura jornalística da eleição presidencial de 2010, quando Dilma Rousseff venceu o tucano José Serra; versão revista e ampliada traz mais histórias e cita outras eleições; "A gente acrescentou muita coisa, o livro está muito mais redondo", conta Palmério Dória; ao 247, ele diz acreditar que o que ocorreu naquele ano se repetirá agora, "com mais coesão"; jornalista afirma que jornais têm "discurso único, como num bloco"

Gisele Federicce, Brasil 247

Um ano e meio depois, a análise sobre a cobertura da mídia durante a eleição presidencial de 2010, feita pela dupla de jornalistas Palmério Dória e Mylton Severiano, acaba de ser recheada com novas histórias, mais detalhes e uma interpretação sobre o que está por vir no próximo ano. "Crime de Imprensa", lançado em outubro de 2011 em uma banca de jornal da Avenida Paulista, ganha uma versão digital – revista e ampliada – pela Livraria 247. "Para mim o lançamento é agora", afirma, em entrevista ao 247, Palmério Dória – autor também de "Honoráveis Bandidos", sobre a ascensão da família Sarney -, com o mesmo parceiro.

Paraense de Santarém, o escritor acrescenta que a nova versão, porém, não será impressa. "Não adianta encarar certas paradas. A internet está aí para isso. Vimos que a melhor saída era essa", explica, ao se lembrar que "a mídia não deu uma mísera nota" sobre o livro em 2011. "Teve lançamento em Floripa e em Belém, mas a verdade é que ele circulou num circuito restrito mesmo". Segundo o jornalista, o novo texto faz um balanço, sempre com bastante humor – "parece às vezes uma paródia" – de 2004 a 2010, "e pode ser lido como uma premiere do que vem aí".
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 08 May 2013 04:13 PM PDT

Texto apresentado por Requião havia
sido aprovado pela CCJ em março de 2012

Texto prevê dois meses para pedir uma resposta aos veículos de comunicação e poderá ser feita individualmente. Senadores rejeitam possibilidade de censura


A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (8) um projeto que estabelece regras para a concessão de direito de resposta na imprensa. De autoria do senador Roberto Requião (PMDB-PR), ele prevê a veiculação a quem se sentir ofendido por matéria publicada em jornais, radios, emissoras de televisão e internet. O texto agora será analisado pelos senadores em plenário.

O texto havia sido aprovado em março do ano passado pela comissão, em caráter terminativo. Ou seja, seria enviado direto para a Câmara, sem precisar passar pelo plenário. No entanto, um recurso apresentado na época acabou forçando uma nova apreciação no Senado. Emendas foram apresentadas e depois remetidas à CCJ. Hoje, elas foram analisadas.
Mais informações »
Posted: 08 May 2013 09:21 AM PDT

Posted: 08 May 2013 09:18 AM PDT

Marco Aurélio Mello, DoLaDoDeLá

“Recuso-me a assistir à TV Globo desde que sai de lá. Como disse Lula em entrevista recente, não admito mais ser envenenado aos poucos. Muitos acham que é por despeito, porque fui demitido. Nada disso. Fui feliz enquanto estive lá, aprendi muito, deixei colegas leais e bons amigos, com os quais - infelizmente - não posso mais me relacionar, porque se descobertos podem ser demitidos. Vejam só que ironia...

Hoje impera na emissora uma ditadura. O noticiário é todo centralizado nas mãos de um incompetente gestor de conteúdo, que faz com o telejornalismo o que acusa outras empresas de fazer. Distorce, manipula e pior, usa o noticiário para chantagem política, o que deveria ser tratado como crime de lesa-pátria. Digo incompetente porque não consegue escamotear os interesses dos patrões, como era feito eficientemente durante o regime militar.
Mais informações »
Posted: 08 May 2013 08:58 AM PDT

‘Dentre os dois candidatos mais visíveis da oposição - o senador Aécio Neves, do PSDB, e o governador Eduardo Campos, do PSB - há a constatação do favoritismo absoluto da presidente Dilma Rousseff à reeleição.
A não ser que ocorra alguma hecatombe econômica - fora do radar - a discussão é se Dilma levará no primeiro ou no segundo turno.
Aí entram as indagações maiores: 2014 poderá ser o trampolim para quem queira se habilitar para 2018; ou poderá ser a pá de cal nas pretensões futuras dos candidatos.

Círculos próximos a Aécio Neves consideram que, ao aceitar a indicação do PSDB, ele estará indo para o sacrifício, para garantir a própria sobrevivência do partido. Este foi o principal argumento utilizado para convencê-lo a aceitar a indicação.

Aécio não decidirá tão cedo. Mas a pelo menos um interlocutor - com quem conversou dez dias atrás - mostrou uma ponta de entusiasmo, em relação ao seu estado de espírito anterior.
Mais informações »
Posted: 08 May 2013 08:36 AM PDT

Mário Augusto Jakobskind, Direto da Redação

“Depois de quase 36 anos e meio da morte do Presidente João Goulart (6 de dezembro de 1976), a Comissão Nacional da Verdade e o Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul decidiram, finalmente, exumar o corpo do herdeiro político de Getúlio Vargas. Muitos devem estar dizendo, antes tarde do que nunca.

Mas não se pode esquecer que logo após a morte de Jango, as autoridades brasileiras e argentinas se recusaram a fazer a autopsia. Por que será?  

Há fortes indícios de que Jango foi mesmo assassinado com a troca de remédios. Embora deva ser considerado louvável a inicativa da Comissão Nacional da Verdade, não se pode garantir que depois de tanto tempo a exumação seja considerada conclusiva.

Como se sabe, há testemunhas, como a do ex-agente da repressão uruguaia, Mario Barreiro, que conta com detalhes como ocorreu a troca de remédios que teria provocado a morte do Presidente.

Vale ainda lembrar que recentemente a Justiça argentina – Jango morreu em Las Mercedes, na Argentina – tinha solicitado às autoridades brasileiras que fosse feita a exumação. O pedido não foi respondido, o que só agora acontecerá graças a Comissão da Verdade.

É preciso também que a Comissão procure esclarecer com precisão o que poucas semanas antes da morte de Jango foi fazer no Uruguai (Jango ainda estava lá) o famigerado delegado Sérgio Fleury, que recebeu grandes elogios por parte do então deputado estadual pela Arena de São Paulo, José Maria Marin, atual presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) .”
Artigo Completo, ::AQUI::
Posted: 08 May 2013 08:20 AM PDT
Médica cubana conversa com os pais do pequeno paciente, em um hospital de Havana

Gilberto de Souza, Correio do Brasil

“Para que não pareça uma defesa intransigente da decisão do governo de contratar os médicos cubanos, vale lembrar que, no Brasil, antes da gestão do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, no Ministério da Educação, e antes de Tarso Genro, hoje governador do RS, que também foi ministro, um punhado de dezenas de outros brasileiros desenharam o sistema educacional que hoje existe no Brasil, sem dúvida alguma excludente, destinado às elites, privado e mercantilista.

Todos os cursos, na maioria das universidades de ponta, como na Medicina,  têm a mesma ótica voltada para o mercado, para lucro acima de tudo. É isso que, infelizmente, norteia o pensamento dos jovens médicos. Eles saem da faculdade em busca do sonho dourado de comprar iPods, carros de luxo, viagens aos EUA, roupas de grife e o que mais lhes permitir o capitalismo desvairado que campeia no Brasil. O ponto de vista da maioria é esse, o que é uma tragédia para quem precisa de cuidados de saúde, tanto nas capitais, nas grandes cidades e no interior do país, principalmente. Trata-se de gente simples, sem plano de saúde, sem dinheiro no bolso, que muitas vezes sobrevive do que consegue arrancar do chão.
Mais informações »
Posted: 08 May 2013 06:50 AM PDT

Ex-senadora que pleiteia a presidência da República desmerece a democracia e a legitimidade popular ao tentar reverter uma decisão da Câmara dos Deputados no gabinete de Joaquim Barbosa e não no parlamento; pior: ela se presta à foto oficial em que o presidente do STF, como de costume, se posta de pé, enquanto seus convidados, subservientes, ficam sentados diante da autoridade suprema; com essa postura, ela merece a presidência da República?

Brasil 247

Marina Silva marcou ontem um gol contra a democracia. Em sua ânsia para aprovar a criação do partido Rede Sustentabilidade, que ainda está longe das 500 mil assinaturas necessárias para sair do papel, ela se curvou ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Derrotada na Câmara dos Deputados, Marina foi ao STF acompanhada de um pequeno grupo de parlamentares, caracterizando, de forma explícita, uma deformação do processo político brasileiro. Em vez de tentar reverter, no Senado, a derrota sofrida na Câmara, a ex-senadora apelou ao tapetão da política.”
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 08 May 2013 06:39 AM PDT

Vinícius Lisboa, Agência Brasil

“O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou deflação de 0,06% em abril de 2013. A queda de preços é a primeira registrada desde outubro de 2012, e é puxada principalmente pela queda do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do IGP-DI e caiu 0,39% no mesmo mês, depois de ter subido 0,12% em março.

Em março, a variação do IGP-DI havia sido positiva (0,31%). Em abril do ano passado também houve alta de 1,02%. O índice acumula variação de 6,83% em doze meses e, em 2013, soma 0,76%.

A queda de preços registrada pelo IPA foi puxada principalmente pelo subgrupo alimentos in natura, que desacelerou de 8,32%, em março, para 1,73%, em abril, baixando a variação dos bens finais de 1,18% para 0,4%.

Os bens intermediários também contribuíram para a variação menor do IPA. O item variou -0,26% em abril, ante -0,17% em março. As matérias primas brutas acompanharam o ritmo e aumentaram a queda de preços, de -0,78% em março para -1,5% em abril.

Os outros componentes do índice registraram variação positiva. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), responsável por 30%, aumentou 0,52% em abril, taxa menor que a de março (0,72%). Já o Índice Nacional da Construção Civil (INCC), que pondera 10% do IGP-DI, variou 0,74%, superando os 0,5% do mês anterior.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

21/11 - O que ainda resta para evitar o desmonte

O que ainda resta para evitar o desmonte De:   Outra Saúde  <outrasaude@outraspalavras.net>   |O q...