sábado, 11 de março de 2017

11/3 - Os Amigos do Presidente Lula DE 10/3

Os Amigos do Presidente Lula


Posted: 10 Mar 2017 03:42 PM PST


Na Paraiba, Temer foi recebido com gritos de Fora Temer e muito protestos durante cerimônia de inauguração de obras de transposição do Rio São Francisco, na Paraíba,. E não foi por militantes ou simpatizantes petistas. Foram os moradores de  Monteiro (PB). Durante o  discurso, que mal se dava para ouvir a fala de Temer, ironizou: “Temos que aplaudir a eles. Como estão no sol, certa e seguramente, eles vão se banhar com as águas do Rio São Francisco”. Do lado de fora, na rua, fora da cerimônia, também houve protestos contra Teme, com manifestantes gritando “Fora, Temer”. No evento, o volume do som foi aumentado e abafou o som das manifestações. “Se de um lado nós trazemos uma grande obra aqui para a Paraíba, de outro lado, se faz o protesto, democracia é assim”, disse Temer.

Em outro momento do seu discurso, quando comentava os benefícios da obra, Temer chegou a afirmar que esperava ver uma “enchentezinha” no Estado. “Eu espero que, ao final deste mais um ano e oito meses de governo, eu possa vir aqui e dizer que toda a Paraíba está irrigada, inundada de água, quem sabe até uma ou outra ‘enchentezinha’. É exatamente isso o que eu espero”, declarou.
Assim como fez em Campina Grande, também na Paraíba, por onde passou pela manhã, Temer atribuiu a paternidade da obra ao povo, em uma provocação aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, que publicaram notas ao longo da semana reivindicando o mérito pela transposição do rio São Francisco.
 Ontem, em sua página no Facebook, Lula ressaltou que a obra começou na sua gestão. Ele escreveu que muitos diziam que a transposição era algo impossível, “até que Lula foi lá e fez”, destacando que os trabalhos começaram em 2007, quando ele estava no primeiro ano do seu segundo mandato.
Dilma, também ontem, em seu site, apresentou números para destacar que a maior parte dos investimentos foi feito no período petista. “Os governos Lula e Dilma empenharam 92,40% e pagaram 87,50% da execução do projeto de integração do São Francisco, antes do golpe de 2016”, diz a nota. Ela já havia dito, na terça-feira, que 86,3% das obras estavam concluídas até abril do ano passado, um mês antes de Dilma ser afastada da Presidência.

Ao ser mencionado pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) como um entre os “vários responsáveis” pela obra, o nome do ex-presidente Lula foi aplaudido pelos presentes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário