sábado, 18 de março de 2017

18/3 - ​Parente dá de graça campo aos franceses

FONTE:https://www.conversaafiada.com.br/economia/parente-da-de-graca-campo-aos-franceses


Você está aqui: Página Inicial Economia ​Parente dá de graça campo aos franceses

​Parente dá de graça campo aos franceses

Só paredón resolve isso! Nem o FHC deu de graça!
FHC_Boia.jpg
Conversa Afiada reproduz trechos do post do Miguel do Rosário, no Cafezinho, sobre novo ato de traição da Pátria, de autoria do Pedro Malan Parente, mui digno discípulo do Príncipe da Privataria, o maestro da Privataria Tucana:
Essa notícia é de dezembro de 2016, mas é que o governo Temer é tão entreguista, e começou a entregar patrimônio público aos estrangeiros a uma velocidade tão frenética, que a gente não consegue acompanhar tudo.

A Petrobrás deu, de graça, metade do campo de Xerelete à Total.

Alguém sabe quanto isso vale?

E os coxinhas reclamando porque a Petrobrás comprou uma refinaria estratégica em Pasadena, no coração da área de distribuição de petróleo dos EUA.

Comprar refinaria, a preços de mercado, é crime. Doar campo de petróleo é legal.

O Brasil do golpe e da pós-verdade é um mundo bem estranho.

A Lava Jato, ao invés de combater a corrupção, inaugurou um novo método de corrupção na Petrobrás: dar de graça empresas aos gringos.

Quer dizer, de graça uma pinoia, né. O que tem por trás disso? Caixa 2 para as eleições de 2016, 2018?

Pagamento da conta do golpe?

Total assume fatia de 50% da Petrobras no campo Xerelete Sul


(...) A petroleira francesa Total assumiu a participação de 50% da Petrobras no campo de Xerelete Sul, na Bacia de Campos, ainda em fase de desenvolvimento, e passou a deter 100% da concessão. A transferência já foi aprovada pelo Conselho (da Petrobras).

A operação consiste na cessão gratuita (ênfase minha - PHA) da participação da estatal brasileira. No parecer do Cade, a Petrobras argumenta que decidiu sair do projeto de exploração de Xerelete Sul, porque o ativo “não foi priorizado (sic) na revisão do seu portfólio, representando para a Total uma oportunidade de crescimento no Brasil alinhada com sua estratégia comercial”

Nenhum comentário:

Postar um comentário