domingo, 19 de março de 2017

19/3 - O Cafezinho DE HOJE

O Cafezinho



Posted: 19 Mar 2017 08:33 AM PDT

(Um dos donos da Globo dá as diretrizes do golpe para Gilmar Mendes, presidente do TSE e dono do STF) Quis custodiet ipsos custodes? Quem vigia os vigilantes? Como diria o Lenio Streck, isso é incrível, ou melhor, crível. Pindorama se tornou uma espécie de faroeste sem lei, onde tudo é possível. A lei de delação premiada já é, por si mesma, uma farsa. Importaram uma lei dos Estados Unidos, esquecendo que, lá, procurador é nomeado e demitido pelo governo. Entretanto, para cúmulo do absurdo, o Ministério Público e o Judiciário não respeitam a própria Lei da delação premiada, que […]
O post Ombudsman da Folha confessa o conluio criminoso entre Janot e mídia golpista apareceu primeiro em O Cafezinho.
Posted: 18 Mar 2017 11:07 PM PDT
A Fanpage do Cafezinho está chegando a 400 mil curtidas. Nos últimos 7 dias, tivemos mais de 15 mil novas curtidas. Nesse ritmo, chegaremos a meio milhão de curtidas em algumas semanas. O alcance semanal atingiu quase 10 milhões de pessoas. O envolvimento foi superior a 2 milhões de pessoas. Obrigado, internautas! Atualização: Já bateu 10,5 milhões…
O post Fanpage do Cafezinho atinge 10 milhões de pessoas em 7 dias apareceu primeiro em O Cafezinho.
Posted: 18 Mar 2017 10:37 PM PDT
O problema da Operação Carne Fraca é o seguinte. A Polícia Federal esqueceu que a sua função é proteger o cidadão, as empresas nacionais e o governo. Proteger o cidadão (e seu emprego!) contra fraudes, as empresas nacionais contra fraudadores, e o governo contra corruptos. A PF, ao invés disso, inverteu seu papel: tornou-se uma espécie de agência adversária da sociedade. Sua meta tem sido agredir o cidadão, destruir empresas e derrubar governos. Se a PF identificou, há mais de dois anos, que havia problemas no mercado de carne, deveria ter alertado o governo, as empresas e os cidadãos, para que […]
O post Considerações e estatísticas sobre a Operação Carne Fraca apareceu primeiro em O Cafezinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário