sexta-feira, 24 de março de 2017

24/3 - O VERSO E O REVERSO: CARA OU COROA?

FONTE:http://www.jornaldopais.com.br/homem-que-era-mulher-vai-dar-a-luz-a-filho-de-mulher-que-era-homem/



Homem que era mulher vai dar à luz a filho de mulher que era homem


0
463

LEIA ABAIXO.........
O caso de amor de Fernando Machado, que nasceu mulher, e Diane Rodriguez, que nasceu homem, ambos do Equador, ganhou a página de todos os sites no ano passado quando anunciaram que estavam esperando um filho. Por serem transgêneros, o pai é que acabou gerando a criança, o que causou espanto e indignação de alguns preconceituosos. Mas quando se tem amor, isso não importa. Tanto é assim que o casal pretende ter mais filhos.
“Nós somos uma família igual às outras. Mesmo que não tenhamos os mesmos direitos, somos iguais”, disse Fernando Machado ao site daBBC. Segundo Diane, que era homem, ser mãe nunca foi algo que ela pensou. “Antigamente, as leis exigiam que para ser mulher era preciso ser castrado”, explica.
Agora, a família vai aumentar. Fernando está grávida de 16 semanas. “Ainda não temos um nome, ou até temos, estamos apenas esperando o momento certo para anunciar”, disse a mãe Diane. Enquanto isso, os dois se referem ao novo filho como caramujinho.
A HISTÓRIA DE AMOR DOS DOIS COMEÇOU PELO FACEBOOK. SEGUNDO A REPORTAGEM DA BBC, ELA ESTAVA NA REDE SOCIAL PROCURANDO POR UM PARCEIRO QUE OFERECESSE “APOIO A SUA CARREIRA, MAS QUE TAMBÉM TOPASSE TER UMA FAMÍLIA”. ASSIM, ELA CONHECEU FERNANDO, QUE TAMBÉM É TRANSGÊNERO. NENHUM DOS DOIS FEZ A CIRURGIA PARA SE TORNAR O QUE REALMENTE DESEJA E, POR ISSO, A GRAVIDEZ FOI POSSÍVEL.
 Facebook/Reprodução
FACEBOOK/REPRODUÇÃO
Para quem quiser acompanhar o desenrolar de mais uma gravidez de Fernando e Diane, basta segui-los por meio das redes sociais. O casal divide com o público exames de gravidez, ultrassons, fotos da barriga, entre outras atividades do dia a dia. “Isso é um desejo de nós dois e não há nada biológico ou legal para nos parar, então decidimos fazer isso”, contou Diane.

Nenhum comentário:

Postar um comentário