sexta-feira, 31 de março de 2017

31/3 - A INDÚSTRIA do Habeas Corpus

Mensagens de blog - Portal Luis Nassif


Posted: 30 Mar 2017 07:56 AM PDT


Prestes,após beber o chimarrão,preparado pelo seu fiel escudeiro Acácio,prossegue a entrevista com o jornalista Paulo Carmona.Vamos lá.

 Carmona : E a Coluna Prestes,o que senhor tem a dizer ?

 Prestes : Quero fazer a justiça a Miguel Costa.O certo é a Coluna Miguel Costa-Prestes.A Coluna era um movimento tenentista e com capitães do exército insatisfeitos com a Velha República que começou em 1925,com Artur Bernardes ainda na presidência,e se estendeu até 1927,com W.Luís na presidência.
As causas ,eu acho,todos devem saber.Falta de democracia,fraudes eleitorais,concentração política nas mãos das elites agrárias e exploração das camadas mais pobres pelos coronéis,líderes políticos locais,entre outros fatores.Era um movimento da puramente da classe média.
 Precorremos 25 mil quilômetros durante dois anos e meio,mais ou menos.Apesar da Coluna ter sido considerada invencível,as baixas foram poucas entre as nossas fileiras,não houve adesão popular,a adesão que o movimento esperava.
 Além de enfrentarmos o exército da Velha República ,enfrentamos jagunços e cangaceiros,bem como a falta de alimentos para a sobrevivência da Coluna.

 Carmona : A intenção era derrubar a Velha República e implantar a República Tenentista ?

 Prestes : O objetivo era derrubar a Artur Bernardes e com ele a Velha República e implantar o voto secreto  e ensino fundamental obrigatório e,obviamente,acabar com a miséria e a injustiça social no Brasil.

 Carmona : Mas deu errado,né ?

 Prestes : Percorremos 25 mil quilômetros ! A população era analfabeta,serviçal dos coronéis,foram poucas as adesões populares.Foram 11 estados percorridos,muito chão,e o grupo terminou dividido,uma parte foi para a Bolívia e a outra para o Paraguai.Nem Mao fez percorreu tanto chão quanto a Coluna.E é bom deixar claro que ,apesar do fracasso do movimento em seus objetivos,a Coluna enfraqueceu politicamente a Velha República e abriu caminho para a chamada Revolução de 30.

 Carmona : É verdade que a Coluna promoveu saques,estupros ,assassinatos e outras atrocidades ?

 Prestes : Uma calúnia,uma série de difamações criadas pela mídia da época e,posteriormente, de historiadores da direita.Quando um membro da Coluna cometia um ato grave era imediatamente punido.Nunca saqueamos nada de nenhum membro do povo oprimido,saqueamos fazendas de coronéis,e isso não é saque,é justiça ! 
 Enfrentamos o exército de Bernardes,depois de W.Luís,e jagunços e cangaceiros.

 Carmona : Mas Juarez Távora,que participou da Coluna, deixou um conjunto de cartas relatando estes crimes para pesquisadores.

 Prestes (sempre sereno ) : Távora foi um mentiroso,abandonou a Coluna antes do seu término por medo.Foi anistiado e depois aderiu ao grupo de Vargas.Quando eu aderi ao marxismo ele veio a público proferir essas injúrias.Távora foi do Estado Novo,ganhou status ,poder,depois se voltou contra Vargas e apoiou Dutra.Távora era golpista e todos sabem que apoiou o Golpe de 1964.

 Carmona : O senhor foi morar na Bolívia em 1928 e aderiu ao PCB.

 Prestes : Na época da Coluna eu tinha uma visão mais nacionalista, pequena-burguesa da realidade. Áh,antes eu queria ressaltar que falam tanto da imagem eternizada de Che com aquela vasta cabeleira e barba,charmoso e coisa tal,e esquecem que na Coluna fiquei cabeludo e barbudo,um charme ( rindo),mesmo sendo baixote as mulheres me olhavam muito por onde a Coluna passava.
 Mas voltando à vaca fria,fui para a Bolívia e lá fui procurado pelos comunistas argentinos Rodolfo Ghioldi e por Abraham Guraslki,este último membro da Internacional Comunista.Ai passei a estudar o marxismo,conversamos muito  e entrei para o PCB.

 Carmona : Mas sem a aquiescência do CC do partido no Brasil ?

 Prestes : Não foi bem assim,houve pleno consenso do partido no Brasil pela minha adesão ao PCB.Em 1930 retornei a Porto Alegre já como membro do partido,mas sem que a imprensa e órgãos de repressão soubessem,nem mesmo a base do partidão sabia que eu já era membro do partido.

 Carmona : E o que o senhor foi fazer em Porto Alegre,conspirar ?

 Prestes :O meu retorno foi clandestino,queria rever minha mãe.Lá fui procurado por Getúlio(Vargas) que me propôs a comandar militarmente a chamada Revolução de 30,uma aliança entre tenentistas e as oligarquias dissidentes.Eu me mandei para URSS em 1931,não queria ser preso.

 Prestes dá uma pausa,coloca uma das mãos na testa e fala : E quero lembrá-lo,porra como eu iria esquecer-me disso,que o Filinto Miler,o cara que me odiava ,que queria a minha cabeça em 35 e convenceu Vargas a entregar minha esposa(Olga Benário) grávida aos nazistas alemães, fora expulso da Coluna por roubo ,ele roubou dinheiro da Coluna,foi julgado e expulso.Não foi preso e nem torturado, como ele fez com vários membros do partido em 1935.Um covarde,um fascista !

 Carmona : Seremos mais ágeis a partir de agora para que a entrevista não se torne muito extensa.Pode ser ?

  Prestes : Claro,se não eu não paro de falar.

  Carmona : Na URSS o senhor conheceu a alemã e judia Olga Benário,não é isso ?

  Prestes : Ela já era famosa por suas intervenções corajosas pelo PC alemão e ela já me conhecia de nome pela a Invencível Coluna Miguel Costa-Prestes.Nos conhecemos para a missão que nos levaria para o Brasil para a revolução comunista,derrubando Vargas e o sistema capitalista agrário.
Durante a viagem de navio rolou um clima e acabamos fazendo amor e nos tornamos realmente casados,já que nos nossos passaportes falsos éramos casados.Olga foi o meu primeiro e grande amor .

 Carmona : Olga foi a sua primeira mulher até então ?

 Prestes : Outro mito que inventaram ! Olga foi meu primeiro amor,a primeira mulher que senti amor.Porém,como diziam,eu não era virgem ( risos),já tivera contato com outras mulheres na na cama,poucas,é verdade,mas não era nenhum vestal.Como um homem de mais de 32 anos poderia ser virgem ? Invencionices para mitificar um homem.

 Carmona : E 1935 ?

 Prestes : Foi um delírio do PCB,do Miranda( Secretário-Greal do PCB na época ).Nem entrarei em detalhes sobre ANL ( Aliança Nacional Libertadora ),que me aclamou como seu presidente de honra mesmo eu não estando presente,na luta por mais democracia e justiça social no governo Vargas.
 Miranda era secretário-geral do PCB,um obreirista,um movimento que surgiu no PCB e afastou da direção pessoas como Astrogildo Pereira e Octávio Brandão,por exemplo.

 Carmona ( interrompendo Prestes ) : Mas o senhor desconhecia o obreirismo no PCB ?

 Prestes : Completamente.Esses obreiristas ascenderam a direção do partido com a aquiescência de Stálin e Manuilski.Que contradição,né ! O Obrerismo fora um conceito pejorativo criado pela maioria do partido bolchevique em relação a plataforma da Oposição Operária,comandada pela grande Alexandra Kollontai.A Oposição Operária foi banida do PCUS em 1921,eu acho.
 Voltando ao Miranda,ele relatava-nos que os trabalhadores e uma boa parte do exército estavam contra Vargas,que a revolução seria iminente e coisa e tal.Eu e meus camaradas do Comintern nos iludimos com Miranda e a direção do PCB.E deu no que deu,merda ! Foi um levante comunista,com a participação de alguns militares,é verdade,e adesões de sapateiros e padeiros.Os poucos operários aderiram muito pouco ao movimento,um fracasso retumbante que custou a vida de centenas de pessoas,principalmente de membros da ANL e de quase todos os membros do PCB.

 Carmona : Não irei me reportar a sua prisão,as torturas contra o alemão Arthur Ewert ,a morte de do jovem norte-americano Victor Barrow e as deportações para a Alemanha de Olga e Elise Saborovisky Ewert,esposa de Artur.Seria doloroso e demorado demais para o senhor.
A pergunta é a seguinte : como o senhor teve a coragem de subir no palanque ao lado de Vargas no comício no Pacaembu ,o homem que enviou de mãos beijadas para os alemães sua esposa,Olga,grávida para morrer em um campo de concentração ? O homem que o deixou dez anos preso ?

 Prestes ( olhando firme para o repórter ) : Quer saber a verdade ? Fui obrigado a estar naquele comício,contra a minha vontade,odiava Vargas,a sua corja.Fui em nome do partido e em nome do proletariado que fez com que o PCB elegesse um senador,eu,e uma bancada de 14 deputados para a Assembléia Constituinte em 1946.
 Eu me arrependo de ter ido naquele comício ! Te juro ! A minha vontade era de agredir Vargas no palanque.O que adiantou aquele comício gigantesco,os deputados eleitos pelo partido,eu eleito senador se em 1948 o partido se tornou proscrito e nossos parlamentares cassados ? 

 Carmona : Mas as suas entrevistas anteriores o senhor disse o contrário ?

 Prestes : A dialética existe,meu nobre,nada melhor que o tempo para nos arrependermos das burradas da vida.E peço desculpas a Olga,meu grande amor,por ter aceitado ficar ao lado de Vargas naquele comício.

 Carmona : Depois de proscrito o PCB voltou à legalidade com o novo governo Vargas,eleito pelo voto em 1950.Correto ? Por que o Manifesto agosto 1950 do PCB ,que na essência pregava a luta armada ?

 Prestes : Pois bem,estourara a guerra da Coréia.Olha,quero te deixar claro que não apoio a Coréia do Norte atualmente e nem aquele gordinho maluco que vive em devaneios nucleares,blefando.Refuto qualquer dinastia dita comunista,este negócio de família no poder se dizendo marxista,se revezando,pai,filho,neto e por aí vai.
 Voltando, estourara a guerra da Coréia e o governo brasileiro apoiava os norte-americanos e fazia menção de enviar soldados brasileiros à Coreia.O Manifesto de agosto chama o governo  de traição nacional e de conotação fascista.Em suma,levantamos a bandeira de uma Frente democrática de Libertação Nacional ,na verdade um levante de resistência contra a aliança Brasil e Truman.A carta continha até um programa de governo para a Frente.Era bem esquerdista.
 Besteira,não tínhamos cacife para isso,o partido vinha de uma outra dura clandestinidade e Vargas tinha apoio popular,fora eleito no pleito de 1950 e não era um governo subserviente ao governo Truman.Nossas críticas eram limitadas dialeticamente e durante quase todo o governo Vargas éramos mais duros do que a oposição de direita.Isto já me refiro a 1951,quando ele assumiu.Na verdade descambamos para o esquerdismo sectário e eu tenho minha responsabilidade sobre os rumos do partido naquela ocasião,aflorou o meu rancor pessoal contra Vargas,pela morte de minha esposa,foi isso.

 Carmona : Vamos para as definições,pode ser ?

 Prestes : Sim.

 Carmona : Estado Novo ?

 Prestes : Uma excrescência,uma ditadura voraz.

 Carmona : Pós Estado Novo ?

 Prestes : Respiramos alguma liberdade democrática,liberdade partidária,sindical,liberdade de criticar,logo usurpada em 1948.

 Carmona : Vargas ?

 Prestes : Um ditador,que soube ser os pais dos pobres no Estado Novo para matar comunistas,anarquistas,social-democratas.E ,não posso negar,um desenvolvimentista ao longo do Estado Novo e no seu governo eleito no pleito de 1950,criando mais fábricas,usinas.Ah,minha cabeça as vezes me traí, e a CLT.
Mas sempre me refiro a ele a um sujeito ardiloso,que soube até mandar prender a nora alemã ,suspeita de ser espiã nazista,após o Brasil aderir a guerra contra Alemanha,Itália e Japão.
 E tem mais: depois do fim do Estado Novo ele afirmava que não sabia das atrocidades deste período em várias entrevistas,tudo era culpa do Filinto(Miler ).

 Carmona : Temer ?

 Prestes: Tem 76 anos de idade,sempre se deu bem com os militares golpistas e é um golpista.Se o Brasil não fosse um país periférico do capitalismo seria deposto com a cassação da Chapa Dilma-Temer pelo TSE,mas como os togados do TSE têm o rabo preso com a direita e receiam ,caso Temer seja deposto,um país em ebulição nacional,com o crescimento da esquerda,algo que não ocorrerá,alegarão que a deposição de Temer engendraria o aguçamento da crise sócio-econômica no Brasil.Besteira ! A crise continuará com Temer ou sem Temer.Tem que novas eleições em 90 dias e acho,acho que a direita ganhará,pois Lula pode até ser preso ou incapacitado de ser elegível através da Lava-Jato.

 Carmona : Para encerrar. E o PCB ?


 Prestes ( coçando a cabeça) : Nunca mais será o Partidão,o partido de massas que foi,apesar dos sucessivos erros históricos.
 Posso falar sobre o PSOL ?

 Carmona : Esteja a vontade.

 Prestes : Um partido de esquerda da ordem burguesa.

 Carmona : Obrigado e bom descanso para o senhor.

 Prestes :Para todos nós.



Posted: 29 Mar 2017 11:30 PM PDT
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Posted: 29 Mar 2017 07:57 PM PDT
Prezados,
Apresento o documento A INDÚSTRIA do Habeas Corpus ENFRAQUECE o Instrumento Jurídico, https://pt.scribd.com/document/343471928/A-INDUSTRIA-do-Habeas-Corpus-ENFRAQUECE-o-Instrumento-Juridio , onde estamos, empiricamente, tentando efetuar avaliações, sobre o “Habeas Corpus concedido, em favor da 1ª Dama do Crime no Estado do Rio de Janeiro, adriana de lourdes ancelmo, uma vez que, REFLETE a concreta, AMORALIDADE, consistente, e persistente, nos quatros Poderes Institucionais da “República de Bananas”, presidida por um “Golpista Zé NINGUÉM”, alicerçada por um “Congresso Golpista Ilegítimo”, abençoada por um “Judiciário que Persegue, e Protege, Politicamente”, fiscalizada por um “Ministério Público Cego de um Olho, e Surdo de um Ouvido” (por atuar em uma única direção), razão pela qual, o Brasil, se transformou, apenas e tão somente, em um, “NADA”, que aí esta, o que explica que a Sociedade Brasileira é PREJUDICADA, e ENVERGONHADA, diariamente, de tal forma, ser possível, mesmo que injustamente, alcunhá-la como uma Sociedade de Ignorantes, e uma Sociedade de Alienados, uma Sociedade de Bárbaros, quiçá uma Sociedade de Cruéis.
Abraços,
Plinio Marcos

Nenhum comentário:

Postar um comentário