sábado, 4 de março de 2017

4/3 - Aécio mirou Dilma, acertou o próprio pé

Os Amigos do Presidente Lula


Posted: 03 Mar 2017 04:53 PM PST


A turma está “assando” o senador que, logo após a derrota para Dilma Rousseff, declarou ter perdido a disputa presidencial para “uma organização criminosa”
Quando o senador tucano Aécio Neves, escolheu passar o Carnaval no condomínio luxuoso Aldeia da Praia, em Guarapari, local de propriedades de famílias endinheiradas do Espírito Santo e de outros estados, não imaginou que continuaria em evidência na imprensa durante os dias de folia, mas de uma forma bastante diferente da que sempre gostou.O senador ficou hospedado na casa dos amigos empreiteiros mineiros Martha e Flamarion Wanderley - herdeiro da Cowan, uma construtora sediada em Belo Horizonte, conhecida pelas grandes obras públicas naquele estado.A Cowan foi a responsável pela construção do Viaduto Guararapes, que caiu em Belo Horizonte... Continue lendo aqui
Posted: 03 Mar 2017 06:23 AM PST


Em seu depoimento prestado na tarde de quinta-feira (2), ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura Benedito Júnior afirmou que a empreiteira doou R$ 9 milhões em caixa dois para campanhas eleitorais do PSDB. Segundo o depoimento, o ajuda teria sido pedida pelo senador tucano Aécio Neves, que em 2014 concorreu à Presidência da República. Ainda segundo Benedito, Aécio teria pedido doações também para outros tucanos.

Benedito afirmou que a Odebrecht repassou R$ 6 milhões para serem divididos pelas campanhas de Pimenta da Veiga, Antonio Anastasia e Dimas Fabiano Toledo Júnior. Segundo o depoimento, outros R$ 3 milhões foram para o publicitário Paulo Vasconcelos, responsável pela campanha de Aécio Neves.

Pimenta da Veiga foi derrotado na disputa pelo governo de Minas, em 2014. Antonio Anastasia foi eleito ao Senado. Dimas Fabiano foi eleito deputado federal pelo PP. Ele é filho de Dimas Toledo, ex-diretor de Engenharia de Furnas, acusado de operar um esquema de propina na estatal.

O ministro do TSE Herman Benjamin interrompeu as declarações de Benedito sobre o caixa dois de Aécio porque, segundo ele, os detalhes não seriam pertinentes ao caso que está sendo investigado, que diz respeito apenas à chapa Dilma-Temer. Mas Benjamin admitiu a "relevância histórica" das informações. A ação no TSE contra a chapa Dilma-Temer foi proposta pelo próprio PSDB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário