sexta-feira, 21 de abril de 2017

21/4 - Pragmatismo Político DE 20/4

Pragmatismo Político


Posted: 20 Apr 2017 12:46 PM PDT
Pragmatismo Político Influenciadores Digitais
Pragmatismo Político está entre os seis portais mais influentes do jornalismo digital na categoria ‘Política, Economia e Atualidades’, segundo a revista Negócios da Comunicação, responsável pelo Prêmio Influenciadores Digitais.
Dos seis sites finalistas de cada categoria, três serão premiados por votação popular e também a partir de critérios técnicos avaliados por profissionais de comunicação.
A premiação conta com cerca de 120 indicados em 20 categorias, entre portais e páginas de grande alcance na internet brasileira.
Contamos com o seu apoio e agradecemos a todos que nos acompanham. Para votar clique aqui.
O post Pragmatismo Político é finalista do Prêmio Influenciadores Digitais 2017 apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 20 Apr 2017 12:15 PM PDT
Edvaldo Alves jovem morre itambé
Cerca de 500 pessoas acompanharam cortejo de Edvaldo, jovem assassinado de maneira covarde por um policial militar
O Hospital Miguel Arraes, em Pernambuco, informou na última semana que Edvaldo da Silva Alves, de 19 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu.
O jovem foi baleado à queima roupa por um Policial Militar durante uma manifestação contra a violência no município pernambucano de Itambé. Relembre o caso aqui.
De acordo com o boletim médico, a equipe médica atestava que Edvaldo, internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o dia 17 de março, apresentava uma melhora lenta, mas progressiva no quadro respiratório, e a cada dia precisava menos do suporte mecânico de respiração.
No entanto, Edvaldo vinha apresentando febre, o que representava ainda um quadro não resolvido de infecção e por isso continuava utilizando antibióticos. O jovem piorou e não resistiu.
Por meio de nota, o Governo de Pernambuco lamentou a morte. “O governo lamenta profundamente o falecimento de Edvaldo da Silva Alves. O governo reafirma o seu firme compromisso de desautorizar e impedir qualquer abuso de força por parte das polícias do estado. A apuração do ocorrido está em andamento, estando os policiais envolvidos no caso sendo devidamente investigados”.
Em solenidade, o governador Paulo Câmara falou sobre a morte do jovem. “Já determinei que a Procuradoria Geral do Estado busque meios jurídicos para o mínimo de reparação junto à família desse jovem. Ao mesmo tempo, já cobrei no âmbito da Polícia Militar que a apuração desse episódio seja concluída, para que a gente possa saber o que realmente aconteceu e punir as falhas que ocorreram essa questão”, disse Câmara.

Enterro e ameaças

Uma multidão marcou presença no velório e no enterro de Edvaldo. Entre os presentes, amigos e parentes do jovem, além de moradores do local que se sensibilizaram com o ocorrido. “Ele era uma pessoa muito especial. Estava lutando por mais segurança aqui em Itambé. E essa luta custou uma vida”, disse Laura Vitória, 17, amiga de Edvaldo Alves.
O advogado da família, Ronaldo Jordão, esteve presente no enterro e contou que foi ameaçado no último dia 31 e que tem sido pressionado a deixar o caso.
“Recebi uma ligação de um colega advogado dizendo que era melhor que eu me afastasse sob pena de ser morto. Já ontem, fiquei sabendo que dois defensores públicos foram pré-designados para atuar no caso. Mas a família já tem defesa. Edvaldo e sua família precisam ser respeitados”, declarou.

Inquérito

A Polícia Civil de Pernambuco pediu nesta quarta-feira (19) prorrogação do prazo para concluir o inquérito sobre o homicídio de Edvaldo Alves.
De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Civil, a extensão do prazo é necessária para aguardar o resultado da perícia tanatoscópica, determinante na causa da morte. Esse laudo precisa ser anexado ao inquérito criminal para que o mesmo seja concluído.
Por meio de nota, a Polícia Civil informa que, apesar de o prazo legal permitir mais 30 dias para a conclusão, o inquérito seguirá para o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ainda este mês.
A corporação informou que todas as testemunhas já foram ouvidas.

Entenda o caso

No dia 17 de março, Edvaldo participava de um protesto contra a insegurança em Itambé, na rodovia PE-75, quando foi alvejado por um disparo efetuado após um PM fazer menção a quem levaria um tiro primeiro.
Alvejado, sangrando, acabou sendo arrastado por PMs, sendo agredido e jogado na caçamba de uma viatura e depois socorrido para o Hospital Miguel Arraes.
As cenas foram gravadas num vídeo [ver abaixo] e disponibilizados pela Internet, com um áudio em que moradores do município gritavam contra a ação da PM num protesto pelo qual clamavam por policiamento e segurança contra assaltantes.
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post Manifestante que levou tiro da PM morre após lutar pela vida durante 25 dias apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 20 Apr 2017 12:00 PM PDT
jogo baleia azul
A Polícia Civil do Rio de Janeiro ouviu nesta quinta-feira (20) mais uma adolescente vítima do jogo “Baleia Azul” – disputa virtual que inclui desafios que podem induzir ao suicídio.
Segundo a investigação, uma das vítimas ouvidas foi impedida de se matar pela mãe, que percebeu que a filha tinha escoriações pelo corpo.
No jogo, disputado pelas redes sociais, em que um grupo de organizadores, chamados “curadores”, propõe 50 desafios macabros aos adolescentes, como bater fotos assistindo a filmes de terror, automutilar-se e ficar doente. A última missão do jogo é se matar.
De acordo com a delegada Fernanda Fernandes, uma adolescente estava num estágio intermediário do jogo, mas quis adiantar a última tarefa que consiste num atentado contra a própria vida.
A delegada contou que a vítima ia sair de casa e que pretendia pular de um prédio, mas foi impedida pela mãe, que percebeu escoriações no corpo da menor. Mesmo em casa, a adolescente tentou outras formas de se matar, mas novamente foi impedida.

Depoimento

Flávia (nome fictício), de 15 anos, disse que sentia uma vazio dentro de si. A menina não sabe explicar o que é, apenas sofre.
A adolescente desacreditou no amor da mãe, no contato com outros seres humanos e na fé religiosa da criação que recebeu na Zona Oeste do Rio. Entregou-se ao que agora viu ser uma falsa esperança: o Jogo Baleia Azul.
“Quem tiver com vontade de entrar no Baleia Azul, não faça isso. Só vai te causar coisas ruins. Em vez de parar sua tristeza, só vai aumentar. E vai acumular, e vai acumular… E quando você vê, já vai estar vazio por dentro e por fora. Apostem numa coisa que você gosta. Talvez numa música de que você gosta. Talvez você se sinta melhor. Porque eu sei o quanto dói, mas não vai ser um jogo que vai te fazer parar de sentir dor. E nem a morte”, desabafou a menina.
Flávia foi internada após a mãe descobrir que ela estava participando do jogo, e já estava na 15ª ordem. A menina teve alta após dois dias e acabou tentando suicídio. A mãe, que abandonou o trabalho por preocupação, conseguiu impedir que o pior acontecesse.
A dor da mãe a fez recuar. Vez por outra, Flávia diz que sente vontade de desistir, mas tenta mudar de pensamento. Está em tratamento, e sonha em ser fotógrafa:
“Minha mãe me disse que fazia tudo para eu ficar viva. E eu entendi. Às vezes eu penso (na morte), mas aí eu penso no meu futuro”, contou.

Alcance

O jogo ganhou visibilidade e vem se alastrando pelo mundo. Em alguns países, como Inglaterra, França e Romênia, as escolas têm feito alertas às famílias, depois que adolescentes apareceram com cortes nos braços, queimaduras e outros sinais de mutilação.
O fenômeno começou na Rússia, mas está se espalhando – inclusive no Brasil, como indicam o caso da jovem de 16 anos morta no Mato Grosso e uma investigação policial em andamento na Paraíba.
com informações do Jornal Extra
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post Sobrevivente do Jogo Baleia Azul diz que foi salva pela mãe apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 20 Apr 2017 11:39 AM PDT
vídeo ataque coreia do norte eua
Em meio a um dos momentos de maior tensão na relação entre Coreia do Norte e Estados Unidos, a televisão pública do país asiático divulgou nesta quarta-feira (19), segundo o jornal britânico Telegraph e outros veículos internacionais, imagens de um concerto militar onde foi apresentado um vídeo que simula um ataque de mísseis contra os norte-americanos.
No vídeo, são reproduzidas as imagens de um lançamento de um míssil que atravessa um oceano e atinge uma cidade. Logo em seguida surgem cenas de um cemitério com a bandeira dos EUA.
A divulgação do vídeo na televisão pública norte-coreana surge num momento de particular sensibilidade, com diversas declarações públicas de ambas as partes de que há a possibilidade concreta de um conflito militar.
Não é a primeira vez que a Coreia do Norte divulga vídeos de ataques a cidades norte-americanas, como Washington e Nova Iorque, por vezes mostrando a destruição da Casa Branca. Isso já ocorre pelo menos desde 2013.
Os vídeos costumam ser colocados online por serviços informativos norte-coreanos internacionais normalmente em momentos em que o regime de Pyonyang pretende dar uma resposta a uma retórica agressiva dos Estados Unidos.

“Resposta esmagadora”

Na última segunda-feira, numa visita à zona desmilitarizada que divide as duas Coreias, Mike Pence, vice-presidente dos EUA, anunciou que “a era da paciência acabou”, garantindo que os norte-americanos “iriam manter a sua ‘aliança de ferro’ com a Coreia do Sul e agir por ‘meios pacíficos ou, em última instância, quaisquer meios necessários'” para proteger e estabilizar a região.
Nesta quarta-feira (19), Mike Pence prometeu uma “resposta esmagadora em caso de ataque” da Coreia do Norte em discurso realizado para soldados americanos no porta-aviões Ronald Reagan, estacionado no Japão.
Há “nuvens no horizonte”, disse o número dois do Executivo americano, que classificou o regime comunista da Coreia do Norte de “ameaça mais perigosa e urgente para a paz e a segurança na Ásia Pacífico”.
“Derrotaremos qualquer ataque e reagiremos ao uso de qualquer arma convencional ou nuclear com uma resposta esmagadora”, afirmou, citando a “determinação do presidente Trump e das forças armadas dos Estados Unidos”.
O porta-aviões “Ronald Reagan”, que se encontra na base naval americana de Yokosuka, forma parte da sétima frota de Washington e está pronto para uma mobilização programada no Pacífico ocidental.
Outro componente da sétima frota, o porta-aviões “USS Carl Vinson”, atualmente diante da costa australiana, planeja chegar na próxima semana ao mar do Japão (mar do Leste, em sua denominação sul-coreana).
Como resposta, o embaixador adjunto da Coreia do Norte na ONU, Kim In-ryong, afirmou que há “uma situação perigosa que pode desencadear uma guerra termonuclear a qualquer momento”.
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post Vídeo divulgado pela Coreia do Norte simula ataque aos EUA apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 20 Apr 2017 09:56 AM PDT
jogo da baleia azul suicídio corte
O chamado ‘jogo da Baleia Azul’ tem gerado preocupação no Brasil e no mundo. O passatempo, disputado pelas redes sociais, propõe ao jogador 50 desafios macabros que vão desde a automutilação até o suicídio.
Tudo funciona como uma espécie de “siga o mestre” – quem dita as regras e propõe os desafios é um mentor, o qual envia aos participantes mensagens com instruções do que fazer e solicita fotos como prova do cumprimento das tarefas.
Os jogadores geralmente são crianças e adolescentes, que, além de estarem mais suscetíveis a influências de terceiros, passam mais tempo em redes sociais.
Tudo começa de maneira “leve” – no início, são delegadas aos jogadores tarefas como assistir a filmes de terror, ouvir músicas psicodélicas e desenhar uma baleia azul em um papel. Com o passar dos dias, os adolescentes chegam a ser desafiados a se pendurarem em lugares altos e se automutilarem, ou até tirarem a própria vida.
Ao que tudo indica, o jogo Baleia Azul teve início na Rússia, em 2015, quando uma jovem de 15 anos cumpriu a última tarefa e pulou do alto de um edifício.
Dias depois, uma adolescente de 14 anos se atirou na frente de um trem. Os episódios fizeram as autoridades do país começarem uma investigação que ligou os incidentes a um grupo que participava de um desafio com 50 missões.
A preocupação com o jogo aumentou no ano passado, quando diversas fontes divulgaram, sem confirmação, 130 suicídios supostamente vinculados a comunidades virtuais identificadas como “grupos da morte”.
Diversos países, como a Inglaterra, França e Romênia têm enviado alertas aos pais depois que adolescentes apareceram com cortes nos braços e sinais de mutilação.
No Brasil, uma menina de 16 anos morreu no Mato Grosso após se afogar em uma lagoa na região central de Vila Rica, a cerca de 1.200 km de Cuiabá. A principal suspeita da polícia é a de que a jovem, que apresentava cortes nos braços, participava do jogo da Baleia Azul.
A polícia brasileira também investiga a participação de alunos de João Pessoa em grupos de automutilação e morte, além das denúncias de que os curadores do game estariam ameaçando os jovens que tentassem desistir dos desafios. Jogos que apresentam riscos letais viraram moda entre muitos adolescentes.
No ano passado, um garoto de 13 anos morreu após se enforcar na casa do pai, no litoral sul da capital paulista.
As autoridades recomendam às famílias a monitorarem o uso da internet dos filhos, frequentarem suas redes sociais, observarem comportamentos estranhos e, sobretudo, conversarem e conscientizarem os adolescentes a respeito das consequências de práticas perigosas.
Com os jovens que apresentam tendência à depressão, a atenção deve ser redobrada, pois eles costumam ser especialmente atraídos por jogos como o da Baleia Azul.

Origem

Segundo o presidente da Safernet, Thiago Tavares, o jogo foi um “fake news” (notícia falsa) divulgada por um veículo de comunicação estatal da Rússia que se espalhou a partir de 2015.
“Era um ‘fake news’, mas existe um efeito que, sendo verdadeira ou não, a notícia gera um contágio, principalmente entre os jovens. O jogo não existia, mas com a grande repercussão da notícia, pode ter passado a existir.”
Tavares lembra que o “efeito contágio” tem suas consequências reais, e não virtuais. “O efeito contágio é um fenômeno muito anterior à internet, e particularmente comum entre adolescentes e jovens.”

Dicas para a prevenção

Uma mudança brusca de comportamento pode ser sinal de que a criança ou o adolescente esteja sofrendo com algo que não saiba lidar, segundo Elizabeth dos Reis Sanada, doutora em psicologia escolar e docente no Instituto Singularidades.
“Isolamento, mudança no apetite, o fato de o adolescente passar muito tempo fechado no quarto ou usar roupas para se esquivar de mostrar o corpo são pistas de que sofre algo que não consegue falar”, diz.
Para entender se a criança ou adolescente está com problemas é fundamental que os pais se interessem por sua rotina. Elizabeth reforça que este deve ser um desejo genuíno, e não momentâneo por conta da repercussão do “Jogo da Baleia”.
“Os pais devem conhecer a rotina dos filhos, entender o que fazem, conhecer os amigos”, afirma a Elizabeth. Ela lembra que muitos adolescentes “falam” abertamente sobre a falta de motivação de viver nas redes sociais. Aos pais cabe incentivar que os filhos tenham projetos para o futuro, tracem metas como uma viagem, por exemplo, e até algo mais simples, como definir a programação do fim de semana.
Filhos devem se sentir acolhidos no âmbito familiar, por isso, Elizabeth reforça que é necessário que os pais revertam suas expectativas em relação a eles. “É preciso que o adolescente se sinta à vontade para falar de suas frustações e se sinta apoiado. Se ele tiver um espaço para dividir suas angústias e for escutado, tem um fator de proteção”, afirma Elizabeth.
Angela Bley, psicóloga coordenadora do instituto de psicologia do Hospital Pequeno Príncipe, diz que o adolescente com autoestima baixa, sem vínculo familiar fortalecido é mais vulnerável a cair neste tipo de armadilha. “O que tem diálogo em casa, não é criticado o tempo todo, tem autoestima melhor, tem risco menor. Deixe que ele fale sobre o jogo, o que sente, é um momento de diálogo entre a família.”
Angela reforça que muitas vezes o adolescente não tem capacidade de discernir sobre todo o conteúdo ao qual é exposto. “Por isso é importante o diálogo franco. Não pode fingir que esse tipo de coisa não existe porque ele sabe que existe.”
O adolescente precisa buscar as pessoas em que confia para compartilhar seus anseios, seja no ambiente escolar ou familiar, segundo as especialistas. “Que ele não ceda às ameaças de quem já está em contato com o jogo e entenda que quem está a frente deles são manipuladores”, diz Elizabeth.
Assim como a família, as escolas podem ajudar a identificar situações de risco entre os alunos. “Não é qualquer criança que vai responder ao chamado de um jogo como esse, são os que têm situações de vulnerabilidade. A escola ajuda a construir laços e tem papel fundamental de perceber como os alunos se desenvolvem”, afirma Elizabeth.
Alguns colégios, já cientes da viralização do jogo, começaram a pensar em alternativas para aumentar a conscientização sobre a importância de cuidar da vida. No Colégio Fecap, que fica na Região Central de São Paulo, essa ideia virou projeto escolar: a turma de alunos do ensino médio técnico de programação de jogos digitais começou a criar uma espécie de “contra-jogo” da Baleia Azul.
“O jogo ainda está sendo produzido pelos alunos. Eles estão se reunindo e debatendo a questão. Serão 15 desafios de como desfrutar melhor da vida e celebrá-la”, conta o professor Marcelo Krokoscz, diretor do colégio.
Durante o curso, os estudantes aprender a aplicar linguagens de programação para criar jogos para computadores, videogame, internet e celulares, trabalhando desde a formação de personagens, roteiros e cenários até a programação do jogo em si. Segundo Krokoscz, a ideia é que o jogo, ainda sem prazo de lançamento, esteja disponível on-line para o público em geral.
Ele afirma que o objetivo é a ajudar os jovens a verem o lado bom da vida. “Impacta mais fortemente nossos alunos a partir do momento que eles mesmos criam um jogo a favor da vida.”

Veja 10 sinais de atitudes dos adolescentes que podem estar relacionadas com o jogo:

1. Mutilações na palma da mão
2. Ele assiste filmes de terror/psicodélicos com frequência
3. Mutilações nos braços – cortes grandes com desenhos de baleia ou qualquer outro animal
4. Desenhos de baleia
5. Posts em redes sociais com os dizeres “#i_am_whale” (“Eu sou uma Baleia”).
6. Sair de casa em horários estranhos – madrugada principalmente
7. Cortes nos lábios
8. Furos nas mãos com agulhas
9. Arranjar brigas
10. Evitar conversar durante muitas horas
com informações de G1
O post Por que o ‘Jogo da Baleia Azul’ já provocou centenas de tentativas de suicídio? apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 20 Apr 2017 08:51 AM PDT
michel temer manipulacao dados governo
Tudo o que a imprensa criticava – com razão – na manipulação dos índices estatísticos do governo Cristina Krischer, começa a ser praticado pelo governo Michel Temer.
Esta semana, o governo acenou com três boas notícias: a melhoria no índice PMC (Pesquisa Mensal de Comércio) e PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), medidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e do IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central).
O fato foi saudado em manchetes de todos os jornais e ajudou a reforçar a ideia de que o país está à beira da recuperação, e esse movimento poderá ser comprometido pela não votação da reforma da Previdência.
Trata-se de uma manipulação que compromete a imagem do órgão, presidido pelo economista Paulo Rabello de Castro.
A pesquisa se baseou em estudos que alteraram as ponderações dos diversos segmentos de comércio e serviços. O correto seria refazer as duas séries a partir de 2014, com a nova metodologia. Seria a maneira correta de calcular as variações de janeiro e fevereiro.
Em vez disso, o órgão só refez 2017. Trata-se de manipulação ampla, anti-científica. Comparam-se dados de 2017, com a nova metodologia, com dados de 2016, com a metodologia antiga. É o mesmo que comparar maçãs e laranjas. E tudo isso sem avisar ninguém, sem apresentar os dados. Apenas hoje, terça, haveria uma coletiva para anunciar as mudanças.
Como os dois índices entram na composição do IBC-Br, este índice também sofreu os efeitos da manipulação.
Como há técnicos sérios no IBGE, provavelmente começaram a trabalhar na reconstrução das séries a partir de 2014.
Leve-se em conta que é a terceira instituição pública, de produção de dados e analises, a sofrer manipulação por parte de dirigentes colocados pelo esquema Temer. A segunda é o IPEA. A terceira, a EBC, com esse jornalista inacreditável, Laerte Rímoli.
manipulação dados governo temer
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post Governo manipula dados de crescimento e imprensa silencia apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 20 Apr 2017 08:31 AM PDT
maconha consumo brasil casal espancado
A pretexto de reprimir o consumo de maconha, que ainda é crime no Brasil, um capitão da Polícia Militar agrediu um casal de jovens, em uma praça de Santos, e cometeu um delito tão ou mais grave do que a infração a ser inibida.
Formulada por uma designer, de 24 anos, e por um fotógrafo, de 22, a denúncia recai sobre o capitão Michael Douglas Morais. Lotado no 6º BPM/I, o policial estava de folga e à paisana.
O fotógrafo estava com a designer em uma praça por volta das 20 horas da última sexta-feira, quando acendeu um cigarro de maconha para fumar.
Neste momento, surgiu o capitão. Sem se identificar, o oficial disse: “Vou pedir educadamente. Vão fumar maconha em outro lugar”.
No entanto, após a solicitação, conforme os jovens, o capitão desferiu um tapa no rosto da designer, que quase caiu. Ao se levantar para defender a amiga, o fotógrafo alegou ter levado um soco no rosto.
Momentos depois, quando o casal preparava-se para ir embora, o capitão deu uma “rasteira” na designer, que sofreu uma queda e lesões na perna, no quadril e no cotovelo esquerdos. Ela também disse que foi “ameaçada de morte”.
Dois policiais militares que estavam nas imediações em uma viatura foram acionados, sendo-lhes apontado pelas vítimas o autor das agressões. O capitão aproveitou esse momento para entrar em um carro particular e ir embora.
Revoltado com as agressões, o fotógrafo estava bastante agitado e foi algemado. Ele admitiu aos policiais militares a sua intenção de fumar maconha no local, sendo achados no bolso de sua bermuda dois gramas da erva.
Na Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde estava de plantão a equipe do delegado Marcelo Gonçalves da Silva, os dois PMs que atenderam a ocorrência identificaram o agressor como sendo o “capitão Michael, do 6º BPM/I”.
O delegado Gonçalves registrou boletim de ocorrência para apurar a “lesão corporal dolosa” (agressão) atribuída ao capitão e elaborou termo circunstanciado (TC) de porte de droga, no qual figura como autor o fotógrafo. Este delito será apurado pelo Juizado Especial Criminal (Jecrim).
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post Homem espanca casal que fumava maconha em praça apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 20 Apr 2017 07:28 AM PDT
arquibancada argentina morre jovem emanuel
Emanuel Ezequiel Balbo foi arremessado da arquibancada em jogo de torcida única (Associated Press)
O jovem Emanuel Balbo morreu após ser atirado da arquibancada por torcedores no Estádio Mario Alberto Kempes,cem Córdoba na Argentina, onde era disputado o clássico local entre Belgrano e Talleres.
Segundo o Hospital de Urgências da cidade de Córdoba, a causa da morte foi traumatismo craniano.
Seis pessoas envolvidas no crime já foram presas. Outras duas são procuradas pela polícia. Além do crime em si, o caso chocou a Argentina pela história por trás do assassinato de Emanuel Balbo.
Há quase cinco anos, Augustín Balbo, irmão mais novo de Emanuel, foi morto, atropelado por um veículo em alta velocidade que disputava racha pelas ruas de Córdoba. Os detidos pelo crime ficaram presos por um mês e, em seguida, liberados.
Emanuel viu um dos envolvidos, Oscar Gómez, conhecido como “Sapito”, na arquibancada do estádio.
Começou uma discussão e Gómez Sapito gritou que Emanuel era torcedor do Talleres.
O mando do jogo era do Belgrano, time do coração de Emanuel. Na Argentina, é proibida a presença da torcida visitante.
A mentira foi suficiente para atear o caos no meio dos já inflamados torcedores argentinos. Diante da falsa acusação, agrediram Emanuel Balbo e o atiraram da arquibancada superior. Na queda, a vítima bateu a cabeça. Agonizando no chão, teve os tênis roubados.
Abalado, o pai de Emanuel diz não ter assistido as imagens do filho em queda livre. E não pretende ver jamais. Assim como promete jamais entrar novamente em um estádio de futebol.

‘Morte festejada’

Um vídeo no qual se vê um homem roubando o par de tênis de Emanuel Balbo causou comoção na Argentina.
Nas imagens, difundidas originalmente pelo jornal “La Voz”, um homem se aproxima de Balbo, que está inconsciente no chão, e pega seu calçado.
Além disso, outro vídeo divulgado pela imprensa local mostra como vários torcedores do Belgrano cantam e festejam ao redor de Balbo, que está deitado no chão, rodeado por policiais, à espera de socorro.

Torcedores banidos

O Belgrano anunciou nesta terça-feira que baniu os torcedores que agrediram e causaram a morte do jovem Emanuel Balbo.
Balbo ficou internado em estado gravíssimo por dois dias, mas não resistiu às múltiplas lesões e faleceu na segunda-feira.
“O Belgrano anuncia que já tornou efetiva a expulsão, com caráter eterno, aos agressores de Emanuel Balbo. O Belgrano informa que seus representantes legais já forneceram à Justiça os dados dos acusados”, disse o clube no Twitter.
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post A intrigante morte de um jovem arremessado de uma arquibancada apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 20 Apr 2017 06:32 AM PDT
pesquisa ibope para presidente 2018 Lula
Nova pesquisa do Ibope revela que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o presidenciável com maior potencial de voto entre nove nomes testados pelo instituto.
Pela primeira vez desde 2015, os eleitores que dizem que votariam nele com certeza ou que poderiam votar somam um total de 47% e se equivalem aos que não votariam de jeito nenhum, considerada a margem de erro.
Desde o impeachment de Dilma Rousseff, há um ano, a rejeição a Lula caiu 14 pontos.
Os três principais nomes do PSDB, por sua vez, viram seu potencial de voto diminuir ao longo do último ano e meio.
Desde outubro de 2015, a soma dos que votariam com certeza ou poderiam votar em Aécio Neves despencou de 41% para 22%. O potencial de José Serra caiu de 32% para 25%, e o de Geraldo Alckmin foi de 29% para 22%.
Veja abaixo as três últimas pesquisas presidenciais:
Os três tucanos têm aparecem na pesquisa com taxas de rejeição superiores à de Lula: 62%, 58% e 54%, respectivamente.
O Ibope testou pela primeira vez o potencial do prefeito de São Paulo, João Doria, em uma eleição para presidente.
Embora seja muito menos conhecido do que seus colegas de PSDB (44% de desconhecimento, contra 24% de Alckmin e 16% de Serra e Aécio), Doria tem 16% de eleitores potenciais (6% votariam com certeza). Mas sua vantagem é ter uma rejeição muito menor que a dos concorrentes dentro do partido: 36%.
Principal adversário de Dilma na última disputa presidencial, Aécio sofre desgaste até nos segmentos em que foi vitorioso. Desde outubro de 2015, seu potencial de voto no eleitorado de renda mais alta (acima de cinco salários mínimos) caiu de 44% para 26%. Na região Sudeste, um de seus redutos, a taxa caiu de 42% para 23%.
Assim como os nomes tradicionais do PSDB, a presidenciável Marina Silva sofreu redução de potencial de voto e aumento da rejeição. Agora, um terço dos eleitores a indicam como possível opção – eram 39% em 2015 e há um ano.
Apesar de ter não contar mais com a projeção e a visibilidade inerente ao cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa ainda é considerado um candidato viável à Presidência da República por uma parcela considerável dos eleitores.
Na pesquisa Ibope, Barbosa aparece com 24% de potencial de voto (soma das respostas “votaria com certeza” e “poderia votar”).
Barbosa, que se celebrizou ao conduzir o julgamento do Mensalão e que se aposentou do STF em 2014, também não sofre os mesmos níveis de rejeição atribuídos aos políticos. Apenas 32% dizem que não votariam nele de jeito nenhum – uma das taxas mais baixas entre as dos nove nomes testados pelo Ibope.
O ex-ministro do STF, porém, não manifestou intenção de se candidatar e nem sequer é filiado a um partido.
Jair Bolsonaro, que tenta se beneficiar da onda de rejeição a políticos – apesar de ser deputado desde o começo dos anos 90 –, aparece com 17% de potencial de voto na pesquisa. Seu possível contingente de eleitores cresceu seis pontos porcentuais desde o ano passado, mas a parcela que o rejeita aumentou ainda mais, de 34% para 42%.
Na pesquisa de potencial de voto, o entrevistador apresenta um nome de cada vez e pede ao eleitor que escolha qual frase descreve melhor sua opinião sobre aquela pessoa: se votaria nela com certeza, se poderia votar, se não votaria de jeito nenhum, ou se não a conhece o suficiente para opinar.
PESQUISA IBOPE POTENCIAL DE VOTOS: (você votaria com certeza ou poderia votar no candidato a seguir?)
Lula — 47%
Marina Silva — 33%
José Serra — 25%
Joaquim Barbosa — 24%
Geraldo Alckmin — 22%
Aécio Neves — 22%
Ciro Gomes — 18%
Jair Bolsonaro — 17%
João Doria Jr. — 16%
REJEIÇÃO:
Aécio Neves — 62%
José Serra — 58%
Geraldo Alckmin — 54%
Lula — 51%
Marina Silva — 50%
Ciro Gomes — 49%
Jair Bolsonaro — 42%
João Doria Jr. — 36%
Joaquim Barbosa — 32%
NÃO CONHECE O CANDIDATO:
João Doria Jr. — 48%
Joaquim Barbosa — 44%
Jair Bolsonaro — 40%
Ciro Gomes — 33%
Geraldo Alckmin — 24%
Marina Silva — 17%
José Serra — 16%
Aécio Neves — 16%
Lula — 2%

RENASCIMENTO

Lula renasceu eleitoralmente por três motivos: o governo Temer, a memória do bolso do eleitor, e, paradoxalmente, a Lava Jato – que respingou em quase todo político relevante. A pesquisa Ibope foi feita antes de o Jornal Nacional dedicar 33 minutos ao petista na cobertura da Lista de Fachin.
Quanto pior é a avaliação do governo Temer, maior fica o capital político acumulado por Lula. Todo tropeço presidencial – das gafes em discursos sobre mulheres até o jeito de apresentar a reforma da Previdência – acaba virando ponto para o petista. O desemprego em massa, é claro, também ajuda.
Quando os eleitores — sobretudo os mais necessitados — se lembram da última vez em que seu bolso não esteve vazio, que tinham emprego e podiam comprar de tudo à prestação, eles se lembram do governo Lula. O bolso tem memória comparativa – e votar é comparar, sempre.
pesquisa ibope para presidente
(Fonte: Ibope/Agência Estado)
informações de Daniel Bramatti e Jose Roberto de Toledo, Agência Estado/Ibope
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post A nova pesquisa Ibope para eleição presidencial de 2018 apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 20 Apr 2017 05:42 AM PDT
João Doria papa Francisco
O prefeito de São Paulo, João Doria, encontrou o papa Francisco nesta quarta-feira (19), no Vaticano, e pediu para o líder católico rever sua decisão e viajar ao Brasil para participar das celebrações dos 300 anos da padroeira Nossa Senhora Aparecida, em outubro.
Doria cumprimentou Jorge Mario Bergoglio durante a semanal audiência geral na Praça São Pedro e um dia após ter sido revelada uma carta do Vaticano ao presidente Michel Temer na qual o Papa recusava o convite de visitar o país, alegando “agenda lotada”.
“Ofereci a camisa da seleção brasileira assinada por todos os jogadores ao Santo Padre e disse que gostaria de pedir, em nome do povo brasileiro, que ele revisasse sua decisão de não ir ao Brasil em outubro”, contou Doria à imprensa após o encontro.
“Ele respondeu que sabia da importância do evento, mas que era ‘difícil’. Ele disse: ‘vamos ver, mas o Brasil terá sempre minhas bênçãos”.
O prefeito de São Paulo confessou discordar da decisão do líder católico de não participar das celebrações em outubro. “Não quero fazer juízo, nem me cabe, porém acho que não houve uma orientação adequada ao Santo Padre de não estar presente em uma data tão importante como essa. Mas quem sou eu para julgar o Papa?”, confessou o tucano.
“Humildade é algo que não falta a um Papa, especialmente ao papa Francisco. Voltar atrás é prova de grandeza e eu espero que ele possa revisar essa decisão, independentemente de seguir por Argentina, Uruguai, Colômbia”, completou.
Na carta do Papa a Temer, que é uma resposta a um convite enviado no fim de 2016 pelo governo brasileiro, Francisco disse que não poderia visitar o país neste ano devido à sua intensa agenda de compromissos. Para 2017, ele já tem viagens marcadas para o Egito, Portugal, Colômbia, Índia, Bangladesh e ao continente africano.
Ele estará na Colômbia em setembro, acolhendo um pedido do presidente Juan Manuel Santos e para celebrar o acordo de paz com o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).
Francisco já esteve no Rio de Janeiro em 2013. Foi sua primeira viagem internacional como Papa e ele participou da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).
O prefeito de São Paulo se reuniu com Francisco ao lado de sua esposa, a primeira-dama Bia Doria, e sua filha Carolina antes de seguir viagem para Lisboa, em Portugal.
informações de ANSA
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post João Doria vai ao Vaticano e também leva recusa do Papa Francisco apareceu primeiro em Pragmatismo Político.

Nenhum comentário:

Postar um comentário