O cantor Jerry Adriani, um dos ídolos da Jovem Guarda no anos 1960, morreu neste domingo, no Rio. Adriani, que completara 70 anos em janeiro, estava internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, para se tratar de um câncer. A morte foi anunciada pela família em um dos perfis do cantor no Facebook.

"A família de Jerry Adriani tem o doloroso dever de comunicar aos seus amigos o seu falecimento. Agradecemos a todos pelo enorme carinho", diz o post publicado no domingo à tarde.

Desde o início de março, o cantor vinha relatando, por meio das redes sociais, seus problemas de saúde. Ele foi internado logo após o carnaval. Em 4 de março, publicou um vídeo em que afirmou ter sentido "problemas físicos" no fim do período carnavalesco. Por isso consultou seu médico e foi orientado a se internar. Submetido a "uma pequena intervenção", que não detalhou, o cantor disse que a situação estava "sob controle".

Após a primeira internação, ainda em março, o diagnóstico era de trombose nas pernas. Em 14 de março, Adriani voltou a se manifestar no Facebook, desta vez por um texto: "Como muitos sabem, fui surpreendido por problemas de saúde que me levaram a uma internação e à constatação de que havia passado por uma trombose profunda que acabou provocando embolia pulmonar", dizia o post. Na ocasião, Adriani teve que cancelar shows, o que também anunciou em seu perfil no Facebook.

O cantor voltaria a ser internado no último dia 7. No dia 10, publicou uma nota em suas redes sociais anunciando que estava com câncer, sem mais detalhes. Segundo o post, o câncer foi diagnosticado após "uma série de exames". "Jerry está começando tratamento para controle desta patologia. Pedimos a todos que, independentemente de seus credos, solicitem força e pronto restabelecimento ao querido amigo e cantor", dizia a nota.

Após o anúncio da morte ontem, os perfis de Adriani no Facebook receberam várias manifestações de pesar, de fãs e músicos. O guitarrista Rick Ferreira, que integrou bandas de Raul Seixas e Erasmo Carlos, publicou uma foto ao lado de Adriani em 2001, em Liverpool, na Inglaterra, em que os dois se apresentavam durante a "Beatle Week".

A previsão é que o velório seja na tarde desta segunda-feira, no Cemitério do Caju, mas até o início da noite de ontem não havia confirmação sobre o horário.