quarta-feira, 5 de abril de 2017

25/4 - O alto índice de pobreza no Brasil

FONTE:http://www.jb.com.br/pais/noticias/2017/04/05/le-monde-banco-mundial-alerta-para-alto-indice-de-pobreza-no-brasil/


País

'Le Monde': Banco Mundial alerta para alto índice de pobreza no Brasil

Jornal francês publicou reportagem sobre crise econômica do país

Jornal do Brasil
O jornal francês Le Monde publicou em sua versão impressadesta terça-feira (4) uma longa reportagem sobre a crise econômica no Brasil, explicando como a recessão acarretou em um enorme aumento do número de pessoas dependentes do Bolsa Família.
O diário afirma em seu texto que a crise brutal de 2015 fez a população do país ganhar mais dois milhões de “novos pobres”. O fato de que 12 milhões de pessoas perderam seus empregos por causa da recessão é apontado como um dos principais fatores dessa precarização da população.
Monde diz que a renda  dos habitantes foi devorada por uma inflação de dois dígitos, aumentando em dois anos mais de 9% e lavando a quase um quarto da população do Brasil a solicitar o Bolsa Família, enquanto aguarda uma possível retomada da economia.
Em reportagem de página inteira, jornal relata que a crise brutal de 2015 fez a população do país ganhar mais dois milhões de “novos pobres”
Em reportagem de página inteira, jornal relata que a crise brutal de 2015 fez a população do país ganhar mais dois milhões de “novos pobres”
A reportagem avalia o programa de ajuda como um sistema modelo que, segundo o Banco Mundial, tirou 28 milhões de brasileiros da miséria entre 2004 e 2014, mas se tornou uma espécie de termômetro da pobreza. A partir deste ponto, Monde analisa que o aumento do número de beneficiários dá uma ideia do tamanho da tragédia econômica vivida pelo Brasil, que até pouco tempo era a estrela dos países emergentes.
Le Monde destaca que o Banco Mundial alerta para um índice de pobreza que pode chegar a 9,8% da população, ou até 10,3%, se forem ouvidas as projeções mais pessimistas, e pede que o orçamento previsto para o Bolsa Família seja aumentado. 
Tags: dilma, lava jato, lula, pt, sergio moro, temer

Nenhum comentário:

Postar um comentário