domingo, 2 de abril de 2017

5/4 - Só para lembrar... Dalva de Andrade



Logo


Só para lembrar... Dalva de Andrade
 
Pic
02.04.2017 - Comemora-se o 82º aniversário de nascimento da cantora DALVA DE ANDRADE (Dalva de Andrade Serra) de 1935.

Revelada no programa "Pescador de estrelas", do radialista e cantor Arnaldo Amaral. Em 1953 atuou na Rádio Globo. Em 1955, gravou seu primeiro disco cantando o samba-canção "Tudo nos falta", de Claudionor Cruz e Pedro Caetano e o bolero "Preço do silêncio", de Othon Russo e Nazareno de Brito. Nesse ano, recebeu do crítico Sylvio Tulio Cardoso do jornal O Globo a menção honrosa na categoria "Revelação feminina". É de 1956 a gravação da toada "Chuva", de Fernando César. Em 1957, gravou o bolero "Que murmurem", de Fuentes e Cardenas, com versão de Goiá Jr. e o samba "Sempre ele", de Armando Nunes e J. Portela. Data do mesmo ano a gravação de "Marcelino pão e vinho", do filme homônimo, canção de Sorozobal e Sanches, com versão de Ribeiro Filho. Em 1958, gravou de Ary Barroso e Luís Peixoto o samba "É luxo só"; no ano seguinte, o samba "Brigas, nunca mais", de Antônio Carlos Jobim e Vinícius de Morais e o samba-canção "Eu sei que vou te amar". Em 1960, passou a gravar na Odeon, onde estreou cantando "Chorei sozinha", de Paulo Tito e "Um pouco de ti", de Tito César e Fernando César. No mesmo ano, gravou "Vou fazer um samba", de Evaldo Gouveia e Almeida Rego e "Serenata suburbana", guarânia do compositor pernambucano Capiba. Em 1961, foram gravados o samba-canção "Minha solidão", de Adelino Moreira e o choro "Quero saber". Em 1962, gravou "Tormento", de Lindolfo Gaya e Romeu Nunes e "Amor e ciúme", de Arsênio de Carvalho e Lourival Faissal. No mesmo ano, gravou de Luiz Vieira o "Prelúdio para ninar gente grande". Em 1963, de Getúlio Macedo, gravou a canção "Cigana". Lançou ainda pela Odeon o LP "Prece", interpretando composições de Marino Pinto. Em 1965 foi contratada pela gravadora Philips. No mesmo ano, participou do LP "Prêmio Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro" da Odeon, interpretando o samba "Prece". Pouco tempo depois deixou a vida artística por causa de problemas de surdez.
imagem
Mais »
 
ICCA

O instituto Cultural Cravo Albin é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, com sede na cidade do Rio de Janeiro, criada em 2001, com a finalidade de promover e incentivar atividades de caráter cultural no campo da pesquisa, em especial, abrigando o Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira.

Resumo biográfico no ICCA
Cantoras do Brasil

Um site voltado especialmente para o resgate do canto feminino. Levanta a discografia completa de grandes cantoras de nossa MPB desde os primórdios de 1902 com nomes como Abgail Maia, Júlia Martins, Pepa Delgado, Sta. Consuelo, Sta. Odete entre muitas outras.

Discografia completa no CANTORAS DO BRASIL
Collector's Studios

Acabamos de criar uma página no site especialmente dedicada a homenagear Dalva de Andrade. A idéia é passo a passo ir incrementando a página.
Participe!

Comente este post na página de DALVA DE ANDRADE

Você já conhece a
Rádio Collector's MPB ?
 
imagem
Facebook Twitter GooglePlus Recomende
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário