quinta-feira, 11 de maio de 2017

11/5 - Pragmatismo Político DE 10/5 (Depoimento de LULA)

Pragmatismo Político


Posted: 10 May 2017 04:50 PM PDT
depoimento de lula sergio moro
Durante quase cinco horas, o ex-presidente Lula prestou depoimento ao juiz Sergio Moro, nesta quarta-feira (10), na condição de réu, em uma ação penal na 13ª Vara Federal de Curitiba, sob a acusação de ter recebido propina da OAS (assista a integra abaixo).
Segundo a denúncia, Lula teria recebido da empreiteira um tríplex no Guarujá (SP), além do pagamento do armazenamento de bens recebidos durante sua passagem pela Presidência da República. O valor total da vantagem indevida seria de R$ 3,7 milhões.
Os advogados do ex-presidente afirmaram que ele provou hoje que não é o dono do tríplex do Guarujá (SP). “Meu cliente demonstrou claro a sua inocência e mostrou também que não teve conhecimento e nunca participou de qualquer ato ilícito relacionado à Petrobras”, disse o advogado Cristiano Zanin Martins.
“Ficou claro também que o ex-presidente está sendo julgado não pelo tríplex do Guarujá e sim por sua passagem pela Presidência da República”, afirmou o advogado Cristiano Zanin Martins, em entrevista coletiva concedida após o interrogatório de Lula, que durou quase cinco horas e foi realizado na sala de audiência da 13ª Vara Federal de Curitiba. Zanin também declarou que Lula está sendo perseguido politicamente por meio de um procedimento jurídico.
A audiência começou com um bate-boca entre a defesa e Sergio Moro sobre a presença de celulares na sala da Justiça Federal. “A decisão fala de gravação. O celular não é apenas um aparelho que faz ligação, ou que grava simplesmente, mas um microcomputador que permite a comunicabilidade dos advogados”, declarou a defesa do ex-presidente. Os advogados solicitaram que os procuradores também não utilizassem computadores na sala.
Assista ao depoimento na íntegra abaixo.
PARTE 1
PARTE 2
PARTE 3
PARTE 4
PARTE 5
PARTE 6
PARTE 7
PARTE 8
PARTE 9
PARTE 10
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post A íntegra do depoimento de Lula a Sergio Moro apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 10 May 2017 02:46 PM PDT
Lula Sergio Moro Lava Jato
Depoimento de Lula a Sergio Moro já é um dos mais longos da história da Lava Jato
Tendo iniciado às 14h20 desta quarta-feira (10), continua em curso o depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato na 13ª Vara Federal de Curitiba (PR). O depoimento já é um dos mais longos da história da operação.
O interrogatório do petista, réu no processo sobre negociações de um triplex no Guarujá (SP), é a primeira ocasião a colocar Lula e Moro frente a frente desde que foram deflagradas as investigações sobre o esquema de corrupção na Petrobras, em março de 2014.
Segundo a assessoria de imprensa da Justiça Federal em Curitiba, no Paraná, metade do depoimento já havia sido feita por volta das 16h.
Naquele momento, Moro já havia formulado perguntas para Lula e concedido o uso da palavra ao Ministério Público Federal (MPF), responsável pela acusação.
Um pouco mais tarde, às 16h30, o magistrado retomou os questionamentos ao petista, réu em outras quatro ações penais referentes à Lava Jato.
Segundo o portal G1, foi feita uma pausa para que os participantes do interrogatório usem o banheiro. Uma segunda interrupção, para alimentação, está em consideração, depois do que será realizada a defesa do ex-presidente.
O interrogatório é realizado em meio a um inédito aparato de segurança em Curitiba, nas cercanias do prédio da Justiça Federal, com grupos apoiadores de Lula mobilizando milhares de militantes na capital paranaense.
Já os críticos de Lula parecem ter ouvido os conselhos de Moro, por meio de vídeo veiculado no último sábado (6), e não promove atos nos arredores daquele fórum.
A polarização do que seria um enfrentamento entre Lula e Moro, visto como o símbolo maior da Lava Jato, também movimenta as redes sociais e preocupou as autoridades paranaenses nos últimos dias, tendo mobilizado também juízes e promotores no estado.
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post Depoimento de Lula a Sergio Moro já dura 4 horas apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 10 May 2017 02:21 PM PDT
susana vieira sergio moro
A atriz da TV Globo Susana Vieira esteve em Curitiba nesta quarta-feira (10) para defender o juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância.
O magistrado ouviu o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante a tarde.
Moro é constantemente acusado de ser parcial em seu posicionamento em relação ao petista, protegendo membros do PSDB citados nas investigações.
A defesa irrestrita de Susana ao juiz já trouxe problemas à artista. Em agosto do ano passado, ela esteve na capital paranaense junto a outros atores, como Victor Fasano, Lucinha Lins, Luana Piovani e Jorge Pontual, em apoio à Lava-Jato e deu uma declaração considerada preconceituosa.
“Eu acho que as pessoas do Norte e Nordeste não têm conhecimento do que está sendo feito aqui [em Curitiba]. Tem que espalhar isso para o Brasil”, disse.
Em contrapartida, fez diversos elogios à cidade sulista: “Uma das capitais mais adiantadas do Brasil em civilidade, educação, limpeza, educação das crianças”.
A hashtag #norteenordeste ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter na ocasião, com inúmeras críticas.
Em 2012, ao interpretar Maria no espetáculo A Paixão de Cristo, em Nova Jerusalém (PE), a atriz já havia se referido ao Nordeste como uma região atrasada e miserável.
VÍDEO:
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post Atriz Global vai à Curitiba “defender a integridade” de Sergio Moro apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 10 May 2017 01:04 PM PDT
luciano huck enredo escola de samba
Imagine a comissão de frente ‘Lata Velha’, o carro alegórico ‘Agora ou Nunca’ e outras alas temáticas do programa ‘Caldeirão do Huck’.
Corre no mundo do samba que o apresentador estaria disposto a gastar R$ 6 milhões para ser tema de desfile em 2018. O Salgueiro e a Mangueira afirmam que receberam a proposta de enredo de um representante de Luciano.
A Vermelho e Branca rejeitou a oferta e aproveitou para avisar que o tema do próximo Carnaval será anunciado no domingo.
O presidente da Mangueira confirmou que um amigo do apresentador, também parceiro da escola, sugeriu a ideia. Apesar de considerar a proposta uma honra, a conversa não foi adiante.
“Como já falamos da Maria Bethânia, decidimos tomar um rumo diferente para o ano que vem. Não queremos mais falar de pessoas vivas”, contou Chiquinho da Mangueira.
Ele esclarece que não houve contato direto com Huck e nem dinheiro envolvido. Rumores de que o carnavalesco Leandro Vieira teria vetado o tema não foram confirmados pela escola. A Verde e Rosa ainda não definiu o Carnaval de 2018.
O historiador Luiz Antônio Simas lembra que é comum a autopromoção de figuras públicas para enredo, mas, neste caso, as escolas fizeram bem em declinar das propostas. Para ele, o tema é “difícil de carnavalizar” e não renderia boa colocação.
“Em momento de crise, é atraente para as escolas pelo dinheiro, mas a trajetória de Huck se limita ao programa de TV e seria um mero desfilar dos quadros”, esclareceu.

Repercussão

Depois que a informação correu nas redes sociais e na mídia tradicional, a assessoria de Luciano Huck veio à público dizer que o apresentador não ofereceu milhões de reais para as escolas de samba.
Os representantes de Huck informaram, por sua vez, que um compositor chegou a oferecer um samba para o apresentador em uma reunião, mas Luciano não quis se tornar um enredo.

Eleições 2018

Em entrevista concedida no último mês de março, Luciano Huck deixou em aberto a possibilidade de se lançar candidato à Presidência da República em 2018.
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou, nesta semana, que o nome de Huck não deve ser descartado pois representa o ‘novo’.
informações de O DIA
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post Luciano Huck oferece R$ 6 milhões para ser enredo de escola de samba apareceu primeiro em Pragmatismo Político.
Posted: 10 May 2017 10:11 AM PDT
Lula sergio moro depoimento curitiba
Recebido no aeroporto por Dilma Rousseff e aliados, Lula seguiu para as ruas de Curitiba abraçar apoiadores
Um forte esquema de segurança foi montado no entorno da sede da Justiça Federal de Curitiba nesta quarta-feira (10). Enquanto Lula e Sergio Moro estiverem frente a frente pela primeira vez, o resto do país deve aguardar bem distante do prédio onde ocorrerá o depoimento.
Apenas moradores, comerciantes e profissionais de imprensa credenciados, além dos servidores do Judiciário, terão acesso ao local.
Não haverá transmissão ao vivo do depoimento. Portanto, é provável que só se saiba o que Lula disse a Moro algumas horas depois do final do depoimento — a não ser que haja vazamentos. A defesa de Lula havia pedido que houvesse exibição ao vivo.
O ex-presidente será interrogado pelo processo em que foi acusado pelo MPF (Ministério Público Federal) do Paraná de receber como parte do pagamento de propinas pela OAS um tríplex no edifício Solaris, no Guarujá, no ano de 2009. Lula nega a posse e mesmo qualquer pedido sobre o imóvel. O processo está na fase de instrução.

Apoio

A ex-presidente Dilma Rousseff chegou a Curitiba na manhã desta quarta-feira para prestar solidariedade a Lula.
Os dois ex-presidentes foram recebidos no aeroporto por uma comitiva de deputados, senadores e ex-ministros do PT, conforme mostra foto publicada pelo deputado José Mentor (PT-SP).
Além de Lula, Dilma e José Mentor, estão na imagem, entre outros, o líder do PT na Câmara Carlos Zarattini (SP), os deputados petistas Vicentinho (SP), Wadih Damous (RJ), Jorge Solla (BA), Zeca Dirceu (PR), Bohn Gass (RS) e Maria do Rosário (RS) e os senadores Lindbergh Farias (RJ), Gleisi Hoffmann (PR), Paulo Rocha (AC) e Fátima Bezerra (RN). Miguel Rossetto, ex-ministro dos governos Dilma e Lula e o governador do Piauí Wellington Dias (PT-PI) também estão na foto.
Dilma e Lula se encontraram em hangar do aeroporto Afonso Pena. Lula chegou a Curitiba por volta das 10h da manhã desta quarta-feira e Dilma chegou pouco depois. De acordo com a revista Época, ela não desceu com os outros passageiros do voo, desembarcou na pista e foi levada de carro até o hangar onde Lula a aguardava. Após o encontro, ambos seguiram para um hotel no centro da cidade.

Estratégia

Amigos de Lula afirmam que o ex-presidente está tranquilo e estudou o processo nos últimos dias junto com seus advogados.
“Ele tem conversado com seus advogados, lendo o processo, identificando as inconsistências da acusação”, disse o senador Humberto Costa (PT-PE). Outro petistas, a exemplo do presidente do partido, Rui Falcão, e a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) também confirmaram que Lula estudou o processo nos últimos dias. “Está sereno, se preparando, conversando com os advogados”, disse Falcão.
Esta linha de defesa segue o que foi dito por Lula em recente entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, do SBT. “O que eu posso dizer é que o Ministério Público começou mentindo e continua mentindo a esse respeito”, disse Lula, em entrevista ao jornalista.
“Veja, para você provar que eu sou o proprietário de um patrimônio qualquer, você tem que ter um recibo, você tem que ter um registro em cartório, você tem que ter escritura, porque isso não é uma coisa privada. Ou seja, quando você vai registrar um imóvel, você tem que mostrar claramente que tem um documento assinado. Ora, se eu não paguei, se eu não tenho o recibo, se ele não recebeu, se a OAS dá o apartamento como garantia de vários empréstimos que ela faz, o apartamento não pode ser meu. (…) Se eles mentiram e não têm como sair da mentira, é problema deles, não é meu”, afirmou Lula.

Atos

São esperadas mais de 50 mil pessoas em Curitiba hoje. Apoiadores de Lula estão concentrados na praça Santos Andrade, no centro da cidade. Haverá ato em apoio ao ex-presidente no local.
Movimentos de apoio a Sergio Moro, que estão reunidos no Centro Cívico, lamentaram a baixa adesão ao ato. Eles atribuem o fracasso do ato ao próprio juiz, que pediu na última semana para que os ‘anti-lulistas’ não fossem às ruas.

A audiência

Só o juiz Sergio Moro, servidores que trabalham na audiência, advogados (assistente de acusação, advogados de Lula e dos outros réus, representante da OAB-PR) e membros do Ministério Público Federal poderão entrar na sala da audiência.
Haverá duas câmeras, uma com foco em Lula e outra lateral, em toda a sala de audiência; somente a equipe de Sergio Moro irá filmar o que ocorre, diferentemente do que havia solicitado a defesa de Lula.
Segundo decisão de Moro, não será permitido o acesso com celulares na sala da audiência, para evitar a realização de gravações não autorizadas e divulgação indevida do conteúdo do depoimento
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook
O post Como será o confronto entre Lula e Sergio Moro apareceu primeiro em Pragmatismo Político.

Nenhum comentário:

Postar um comentário