quarta-feira, 17 de maio de 2017

17/5 - A reação do canalha de Monica e João Santana

Os Amigos do Presidente Lula


Posted: 15 May 2017 12:18 PM PDT


Depois de delatar  mentiras, Mônica Moura - que foi ironizada por toda a imprensa quando apareceu mascando chiclete, com todas as características de cínica e debochada - e João Santana - com cara de marido conquistador não pela conversa, mas pelas cifras bancárias - espalharam que nunca receberam nenhuma solidariedade de Dilma Rousseff em momentos de suas angústias.

Quais angústias? Que amizade eles tinham? Eles eram profissionais.
Se Dilma mentiu na campanha, mentia sobre aquilo que eles faziam ela mentir. (...)

Esses tipos de cínicos, que mascam chiclete e têm cara de anjo do pau oco, conquistadores com talão de cheque, são sim os verdadeiros responsáveis pelo fim da vida pública verdadeira no Brasil.

Eles são os responsáveis pelos dois "LL", pelo verde-amarelo, pelo Jânio Quadros... Eles é que pintaram na TV de maior audiência do Brasil a destruição da família de Lula, para que seus pagadores ganhassem as eleições.

Imaginem que hoje, com toda esta campanha contra Lula, ele só perde nas campanhas de intenção de voto para Marina Silva, e assim mesmo por três pontos.

A frase que esses dois vêm afirmando, com características próprias do cinismo e do olhar ingênuo de pivete arrependido, que Dilma não os procurou, será verdade ou será só rancor?

Só conhece os detalhes quem monta os detalhes. O interlocutor da montagem dos detalhes não conhece tanto eles como essa senhora os detalha. E a insistência no detalhe é para colocar ele em dúvida. Não em dúvida o detalhe, mas quem é seu autor.

Só faltava ao Brasil que esses tipos de marginais nos levassem à destruição, como estão nos levando.JB
Posted: 15 May 2017 12:05 PM PDT


                        Previdência: 96% são contra reforma em enquete do PMDB

O PMDB, partido do Michel Temer, realizou uma enquete em seu site e o resultado atesta a impopularidade da reforma da Previdência, que o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional vêm tentando aprovar a toque de caixa.

Entre as mais de 38 mil pessoas que responderam ao questionamento do partido, apenas 2% às favoráveis às mudanças propostas por Temer. A quase totalidade - 96% - é contra a reforma, enquanto 1% afirma não ter conhecimento do texto aprovado na Comissão Especial da reforma, na Câmara, e 1% prefere não opinar.

Nesta segunda-feira (15), Temer disse esperar que a votação da reforma da Previdência no Congresso ocorra “o mais rápido possível” e que os líderes partidários têm feito constantemente levantamentos para verificar qual será o melhor momento para a votação. “Só se leva a plenário tendo 320 ou 330 votos garantidos, de forma a obtermos os 308 votos necessários”. “Talvez votemos no final de maio”, disse.
 Leia também: Luciano Huck no partido dos banqueiros...Depois de pedir samba enredo para escolas de samba carioca 
Posted: 15 May 2017 11:58 AM PDT

"Nenhum dos importantes projetos, das missões do ministério, nenhuma delas, será descontinuada."
Mendonça Filho, ministro da Educação, em seu discurso de posse, em maio de 2016

CONTRADITÓRIO

 Em abril deste ano, o Ministério da Educação decidiu encerrar o Ciência Sem Fronteiras para graduação. O ministro disse que, quando assumiu a pasta, encontrou um programa com dívidas. Solicitou, então, uma avaliação sobre o custo de manutenção das bolsas de graduação e concluiu que os 35 mil atendidos custavam uma média de R$ 100 mil por ano. Quando foi lançado, em 2011, o CSF prometia distribuir 101 mil bolsas em vários níveis de educação. Delas, 64 mil seriam na graduação.

"É importante que a avaliação e as medidas [econômicas] sejam definitivas, sejam tomadas de uma forma que não leve a reversões depois de algum tempo, sejam as medidas, sejam as estimativas, sejam as metas."

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda, em entrevista coletiva concedida em maio de 2016

CONTRADITÓRIO 

Numa das primeiras entrevistas que concedeu como ministro, Henrique Meirelles falou sobre a insegurança gerada por metas e estimativas "que são anunciadas e que depois não se confirmam". Em abril deste ano, no entanto, o ministro alterou a previsão de deficit primário para 2018: de R$ 79 bi para R$ 129 bi.

"Precisamos ter um regramento para a terceirização que já existe no país. Faremos isso com amplo diálogo entre os atores envolvidos."

Ronaldo Nogueira, ministro do Trabalho, em entrevista concedida em maio de 2016

CONTRADITÓRIO 

Em março deste ano, o presidente Michel Temer sancionou a Lei da Terceirização aprovada pela Câmara dos Deputados. O projeto votado na Casa havia sido apresentado em 1998. Mas os registros públicos referentes à sua tramitação mostram que não houve nenhuma audiência pública para discutir o assunto durante o governo Temer. O texto tramitou com urgência, entrou na pauta da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara três vezes e foi seis vezes para pauta do plenário até ser aprovada.Leia também: Luciano Huck no partido dos banqueiros...Depois de pedir samba enredo para escolas de samba carioca 

Nenhum comentário:

Postar um comentário