sexta-feira, 5 de maio de 2017

5/5 - Carta a Rodrigo Maia

Palavra Livre - Davis Sena Filho


Posted: 05 May 2017 10:42 AM PDT
Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


"Quem não pode atacar o argumento ataca o argumentador". (Paul Valéry)

A notícia

"O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mandou instalar, na tarde desta quinta-feira, uma comissão especial para analisar uma proposta de emenda constitucional, apresentada pelo deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), que estabelece a simultaneidade nas eleições para todos os cargos majoritários. Com isso, abre-se o caminho para a anulação das eleições presidenciais de 2018 e a disputa poderia ocorrer apenas em 2020, quando haverá eleição para as prefeituras. "Pode ser o golpe dentro do golpe", diz o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que vê risco de cancelamento da disputa presidencial.

No último domingo, o Datafolha revelou que o ex-presidente Lula lidera em todos os cenários, com 29% a 31% das intenções de voto, e que 85% dos brasileiros exigem a saída imediata de Michel Temer e a convocação de diretas já. No entanto, o eventual adiamento das eleições ajudaria a direita, que já derrubou a presidente Dilma Rousseff por meio de um golpe parlamentar, a tentar inabilitar Lula no tapetão. Esta proposta de emenda constitucional estava parada desde 2003, mas acaba de ganhar tramitação urgente na Câmara, segundo aponta o deputado Pimenta. Em suas falas posteriores ao golpe, a presidente deposta Dilma Rousseff sempre alertou para o risco de anulação das eleições de 2018".

Carta ao golpista

Golpista é golpista, e nada mais do que isto. Explica-se e define-se o significado da palavra: "Golpista é quem planeja ou realiza golpes, estratagemas ou tramas ilegais que buscam enganar,  fraudar, iludir e mentir. Golpista é o sujeito safardana e velhaco que dá golpes ou que ludibria alguém para obter lucro e vantagem, além de ser aquele que conspira para usurpar o poder violentamente ou por meio de subterfúgios jurídicos e políticos para derrubar determinado governo ou governante. Golpista é o indivíduo que toma parte em um golpe de Estado, ou seja, trata-se de partícipe e cúmplice de crimes constitucionais, institucionais, de lesa-pátria e de traição".

Para que qualquer pessoa possa se tornar um golpista, antes de tudo e de qualquer coisa é necessário que tal indivíduo casca grossa seja um tremendo cara de pau, porque, do contrário, não se consegue ser um verdadeiro, legítimo e genuíno golpista e usurpador. É essencial ao golpista não perder este foco — a sua concentração. A ética, irremediavelmente, torna-se apenas um detalhe, pois tratada como filigrana, como uma questão sem a menor importância por aquele que deseja concretizar seus desejos e impor suas vontades, mesmo se for contra os interesses do País ou da Nação. O golpista é o traidor.

Para se transformar em golpista de alto rendimento, como se fosse um atleta de ponta, o sujeito tem de ser um especialista em cinismo, hipocrisia, mentira, maledicência, egoísmo e narcisismo, além de ter a completa e total noção e consciência de que ao juntar todos esses defeitos humanos em uma só pessoa, o golpista, aí sim, estará pronto para entrar em ação e colocar em prática todo seu mau-caratismo temperado pela leviandade, sordidez, patifaria e violência.

O golpista é a personificação do arrivismo em toda a plenitude em forma de infâmia. O golpista é o próprio arrivista, pois a mais perfeita tradução do "meritocrata" de conveniência, pois oportunista, além de ser o privatista do dinheiro dos trabalhadores e o predador voraz de suas garantias constitucionais e de seus direitos trabalhistas e previdenciários. O golpista rouba dos pobres para dar aos ricos, a beneficiar e privilegiar aos que tem muito. Ele faz questão de viver em um mundo paralelo e divorciado das realidades, porque, indelevelmente, irresponsável.

O golpista transforma o Estado republicano em patrimonialista, bem como mantém o Brasil como colônia a ser eternamente explorada, pois na condição de subalterna e servil sempre será mais fácil deixar o povo brasileiro de joelhos, trair os interesses do País e roubar das pessoas o sonho de um Brasil justo, soberano, livre e democrático. A resumir: o golpista é um grande safado; trata-se de deplorável traidor, porque de uma descompostura ética inenarrável.

O golpista é antes de tudo e de qualquer coisa um criminoso que efetivou a derrubada da presidente legítima e constitucional, Dilma Rousseff, e ainda luta para consolidar um golpe de estado e de direita travestido de legal e legítimo, porque recebeu e recebe o apoio da imprensa de mercado mais corrupta e mentirosa do planeta, bem como setores do Judiciário acobertaram seus crimes para que os golpistas pudessem dar ao golpe de estado de 2016 contra a democracia e o Estado de Direito um aspecto de legalidade e legitimidade.

Certamente e evidentemente que a intenção digna de "João sem braço" dos golpistas malandros e espertalhões não deu certo, porque os mundos mineral, vegetal e animal perceberam que no Brasil aconteceu mais um golpe terceiro-mundista, ou seja, bananeiro e cucaracha. Aliás, os golpistas odeiam o Brasil, mas adoram a Banânia, porque na Banânia a bagunça é incomensurável e, com efeito, os golpistas e seus parceiros do crime de golpe de estado e de direita poderão enriquecer ainda mais.


Instala-se, na Câmara dos Deputados, o golpe no golpe para impedir no tapetão que o ex-presidente Lula seja candidato nas eleições de 2018, pois o líder trabalhista é o favorito a vencê-las e a direita golpista está desesperada, porque seus candidatos estão desmoralizados, pois acusados de corrupção e de outros crimes constantes no Código Penal. Lula lidera todas as pesquisas eleitorais. Como já afirmou o poeta Cazuza: ”Transformam o País inteiro num puteiro, pois assim se ganha mais dinheiro". Golpistas são assim, não é Rodrigo Maia? É isso aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário