terça-feira, 20 de junho de 2017

20/6 - Opinião

Opinião

20 DE JUNHO DE 2017

Bom dia, caro leitor. Em nosso primeiro editorial, tratamos de um julgamento previsto para amanhã, no Supremo, em que o instrumento do acordo de delação premiada pode ser prejudicado. No segundo, abordamos a confirmação de que o presidente francês, Emmanuel Macron, tem o controle da Assembleia Nacional.

Aluizio Maranhão, editor de Opinião

Acordo de delação sob risco

Em editorial, alertamos que julgamento previsto para amanhã no Supremo pode rever o acordo de delação do grupo JBS e, assim, reduzir o poder dos procuradores nos acertos para essas colaborações.

França é teste de renovação política

Confirmado que o partido de Emmanuel Macron controla a Assembleia Nacional francesa, o governo tem amplos espaços para aprovar as reformas, mostra nosso segundo editorial.

Sua Excelência, o corrupto

Gil Castello Branco, da ONG Contas Abertas, afirma que, de uns anos para cá, na equação da corrupção, a variável “risco” passou a ter um peso maior.

Procuradores sob pressão

José Casado fala sobre as pressões e ameaças a procuradores que investigam a corrupção, tanto no Brasil como em outros países da América Latina.

Governador-geral da República

O editor de livros Carlos Andreazza diz que a Procuradoria-Geral da República se alçou a quarto poder e hoje atua com paixão sem precedentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário