sexta-feira, 2 de junho de 2017

2/6 - CRISE: O JOGO DE CARTAS MARCADAS PELA MÃO INVISÍVEL.

FONTE:Abreu <carantabreu@gmail.com>


CRISE: O JOGO DE CARTAS MARCADAS PELA MÃO INVISÍVEL.

"As pessoas vão tomando consciência, esta crise fê-las questionar-se, fê-las parar um pouco, porque não bate certo que, de um dia para o outro, passemos de ricos a pobres, e não bate certo que no final da crise, em que parece que já estamos, os ricos são mais ricos e os pobres são mais pobres" (CRISTINA MARTÍN JIMÉNEZ).

Amigos, 

Assim como ocorre em várias nações do mundo, a população brasileira enfrenta um processo de confisco de sua riqueza, de um modo disfarçado e despercebido, pois o governo cobra impostos escorchantes que são carreados para o pagamento de juros da dívida pública.
Para que se tenha uma ideia, de 01 de janeiro a 30 de abril de 2017 somente o Governo Federal contabilizou juros de 103 BILHÕES DE REAIS, conforme consta do último relatório sobre a Dívida Pública Federal, divulgado  pela Secretaria do Tesouro Nacional.

FORAM PAGOS, POR DIA, 860 MILHÕES DE REAIS DE JUROS.

Em linguagem popular, significa que "OS INVESTIDORES FINANCEIROS", ganharam, A CADA 6 HORASUMA
MEGA-SENA DA VIRADA DE 215 MILHÕES DE REAIS, DURANTE TODOS OS 120 DIAS MENCIONADOS.

E agora, como se fora o maior dos benefícios, reduziram a taxa de juros para 10,25% a.a., enquanto que na Europa e Japão a taxa de juros é negativa (os bancos pagam para o governo guardar o seu dinheiro).

Mas, no jogo mundial, quem está no "pé-do-baralho e distribui as cartas marcadas"?

O CLUBE SECRETO DOS PODEROSOS: OS PLANOS OCULTOS DOS BILDERBERG.
ENTREVISTA: CRISTINA MARTINS JIMENEZ

Saudações,

Carlos Abreu

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário