quarta-feira, 19 de julho de 2017

19/7 -Remédios retirados do mercado

FONTE:https://oglobo.globo.com/economia/defesa-do-consumidor/sera-que-meu-lexotan-esta-suspenso-veja-os-remedios-retirados-do-mercado



Será que meu Lexotan está suspenso? Veja os remédios retirados do mercado

Mais de 130 lotes de medicamentos foram interditados pela Anvisa desde janeiro

POR 
RIO — Nesta quarta-feira, um lote do ansiolítico Lexotan 3mg que teve sua venda suspensa pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Semana passada, um lote do Paracentamol teve sua distribuição e comercialização suspensas. De janeiro até hoje, a Anvisa anunciou recalls de mais de 130 lotes de medicamentos para diferentes fins, inclusive da vacina para rotavírus.
O consumidor, no entanto, não precisa entrar em pânico se tiver em casa produto ou estiver fazendo uso de um desses medicamentos, pois a maioria dos recalls são causados por falhas que não trazem grandes riscos para a saúde. No caso de estar utilizando um dos medicamentos suspensos pela Anvisa, a primeira providência é conferir o lote na caixinha, se estiver na lista, entre em contato com o laboratório responsável pela fabricação e distribuição do produto. Confira abaixo alguns medicamentos que tiveram lotes retirados do mercado desde o início deste ano:
LEXOTAN
Lote de medicamento Lexotan tem a venda suspensa pela Anvisa - Reprodução
A proibição se refere ao lote RJ0874, com validade de janeiro de 2019, do Lexotan comprimido de 3 mg, do laboratório Roche. Além da suspensão da venda, a agência solicitou o recolhimento do estoque do produto ainda existente no mercado. Saiba mais aqui.
OMEPRAZOL
A resolução RE 1.847/17 da Anvisa suspendeu a distribuição, comercialização e uso do lote 486773A do medicamento genérico Omeprazol 40 mg, pó liofilizado para solução injetável, produzido pela Eurofarma Laboratórios S.A, de uso exclusivamente hospitalar.
PARACETAMOL
Reprovado no ensaio de aspecto, o lote 16H12A, do paracetamol 500mg, do laboratório Prati, Donaduzzi e Cia, teve sua distribuição e comercialização suspensas pela Anvisa. O labotatório que identificou o problema e o comunicou à agência fará o recolhimento voluntário do medicamento.
CAPTROPIL
Problema no teor do princípio ativo do Captopril, de 25mg, do laboratório Lafepe, levou a suspensão de dez lotes do medicamento. O problema no remédio, indicado para tratamento de pressão alta, foi identificado durante testes de controle de qualidade feito agência reguladora. Confira os lotes interditados:15081401 (validade: agosto/2017), 15081402 (validade: agosto/2017), 15081403 (validade: agosto/2017), 15090230 (validade: setembro/2017), 15090231 (validade: setembro/2017), 15090232 (validade: setembro/2017), 15121446 (validade: dezembro/2017), 16030251 (validade: março/2018), 16030254(validade: março/2018) e 16030255 (validade: março/2018). Leia mais aqui.
Princípio ativo dos comprimidos está fora do padrão- Reprodução da internet
GYNERA
A Anvisa suspendeu a distribuição, comercialização e uso de 13 lotes do anticoncepcional Gynera, fabricada pelo Bayer S.A.Os lotes apresentaram resultados que não atendem à legislação sanitária vigente. O Gynera é um contraceptivo oral composto por dois hormônios, um estrogênio (etinilestradiol) e um progestógeno (gestodeno). Confira aqui os lotes que foram suspensos.
VACINA ROTAVÍRUS
Em junho, a agência anunciou a suspensão da distribuição e do uso de 16 lotes da vacina Rotarix (vacina oral de Rotavírus humano G1P 8), usada para prevenir diarreia e vômito causados pela infecção por rotavírus. Segundo a reguladora, foi identificada a perda de integridade das bisnagas durante o processo de fabricação, o quer resultou no vazamento do conteúdo das vacinas. De acordo com a Resolução RE 1.594/2017, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, a suspensão é válida para os lotes AROLB699AA, AROLB700AA, AROLB700BA, AROLB701AA, AROLB701BA, AROLB702AA, AROLB703AA, AROLB704AA, AROLB705AA, AROLB781AA, AROLB782AA, AROLB783AA, AROLB784AA, AROLB786AA, AROLB786BA e AROLB787AA.
ATENOLOL
Foi anunciado o recolhimento do lote 38736, com validade de dezembro de 2017, do produto Atenolol comprimido de 25 mg. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão da comercialização do lote do medicamento genérico para hipertensão arterial fabricado pela empresa Vitamedic Indústria Farmacêutica Ltda.
HIDROCLOTIAZIDA
No início de junho, a Anvisa interditou o lote 6562015 do medicamento Hidroclorotiazidafabricado pela empresa Laboratório Teuto Brasileiro S/A. O produto, indicado para tratamento de pressão alta, foi interditado por conta de resultados laboratoriais insatisfatórios.
PHARMATON
A Boehringer Ingelheim do Brasil Química e Farmacêutica Ltda, que fabrica o medicamento Pharmaton, identificou desvios em testes laboratoriais de 29 lotes do produto, o que levou à suspensão imediata dos compostos vitamínicos assim que o problema foi reportado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A medida abrange caixas de 30, de 60 e de 100 cápsulas, com validade até 2018.
Pharmaton tem 29 lotes suspensos pela agência reguladora - Marcelo Carnaval / Agência O Globo
BENZOL
Foi interditado, em todo o território nacional, o lote 3415 do vermicida Benzol (albendazol), comprimidos 400 mg, fabricado pela empresa Green Pharma Química e Farmacêutica Ltda, devido a um resultado insatisfatório de análise laboratorial. Segundo a Fundação Ezequiel Dias (Funed), o lote do composto anti-helmíntico e antiparasitário apresentou resultado insatisfatório quanto ao ensaio de dissolução do medicamento.
BIOMAG
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a apreensão e inutilização das unidades do lote 1310710-4 do medicamento Biomag 15mg (cloridrato de sibutramina), usado em programas de perda de peso, por ter sido falsificado. O fabricante do medicamento Biomag 15mg, Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A., que detém o registro do produto, informou que não fabricou o lote 1310710-4 (validade 10/2018) e tratava-se de um caso de falsificação.
DIAZEPAN INJETÁVEL
Em março, foi anunciada a suspensão da distribuição, comercialização e uso do medicamento Diazepam 10mg-2mL, solução injetável, lote 20101816. Determinou-se ainda que a empresa fabricante promova o recolhimento do estoque do mercado.
DORMEC (ÁCIDO ACETILSALICÍLICO)
Em feveeiro, a Anvisa suspendeu o lote 0015898, com validade até junho de 2017, do medicamento Dormec (ácido acetilsalicílico), comprimido 100mg, fabricado pela Indústria de Medicamentos Custódia Ltda (IMEC). O medicamento normalmente é usado como anti-inflamatório e analgésico O laboratório Central Dr. Almino Fernandes, do Rio Grande do Norte (Lacen/RN) enviou para a agência reguladora um laudo de análise que apresenta dados insatisfatórios. No laudo, a dissolução está abaixo da exigida pela Farmacopeia Brasileira. Além disso, o laudo apresenta irregularidades na rotulagem e o medicamento não informa a faixa etária mínima para uso.
EPOCLER, DORIL, MARACUGINA, BIOTÔNICO FONTOURA
Em janeiro, a Brainfarma, pertencente à Hypermarcas, informou à Anvisa que iniciou orecolhimento voluntário de 119 lotes de medicamentos produzidos entre janeiro e março de 2016, que representam 0,9% do volume fabricado pela companhia, no período. Ao ser notificada pela empresa, a Anvisa determinou a suspensão da distribuição, venda e uso de todos os produtos e lotes que estão aqui listados. Entre eles estão Biotônico Fontoura, Doralgina drágeas, Doril Enxaqueca, Epocler e Maracugina. A empresa, no entanto, afirma que não há indícios de efeitos nocivos ou danos à saúde, além dos colaterais previstos em bula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário