21/2 - Mourão ‘acha’ que Bolsonaro demitirá ministro do Turismo caso se comprovem denúncias

FONTE:https://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-essencial/

                                                

Mourão ‘acha’ que Bolsonaro demitirá ministro do Turismo caso se comprovem denúncias

Publicado em 21 fevereiro, 2019 9:14 pm
Reportagem de Talita Fernandes e Gustavo Uribe na Folha de S.Paulo informa que o vice-presidente, general Hamilton Mourão, disse acreditar que o presidente Jair Bolsonaro vai demitir o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se as denúncias contra ele forem confirmadas. “Sobre o ministro do Turismo, eu creio que é a solução é aquela que eu já falei várias vezes aqui para vocês: uma vez comprovadas que as denúncias são consistentes e que realmente ocorreu o fato eu acho que o presidente vai demitir o ministro”, afirmou nesta quinta-feira (21) ao deixar o Palácio do Planalto. A fala ocorre em meio ao pedido de Álvaro Antônio ao STF (Supremo Tribunal Federal) para que a investigação sobre candidatas laranjas do PSL, aberta em Minas Gerais, passe a tramitar perante a corte. O ministro é alvo direto da apuração da Promotoria mineira. Desde que o caso foi revelado pela Folha, no início de fevereiro, Bolsonaro não comentou o envolvimento do ministro do Turismo.
De acordo com a publicação, ele recebeu Álvaro Antônio no Palácio do Planalto na tarde de quarta-feira (20), mas a assessoria de imprensa não soube informar o motivo do encontro. O ministro tinha um compromisso marcado com Mourão na sequência, para tratar do desastre de Brumadinho (MG), mas cancelou sem apresentar justificativas. Reportagem da Folha revelou, em 4 de fevereiro, que o ministro do Turismo, deputado federal mais votado em Minas, patrocinou um esquema de quatro candidaturas de laranjas, todas abastecidas com verba pública do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro.
Álvaro Antônio era presidente do PSL em Minas e tinha o poder de decidir quais candidaturas seriam lançadas. As quatro candidatas receberam R$ 279 mil da verba pública de campanha da legenda, ficando entre as 20 candidatas que mais receberam dinheiro do partido no país inteiro, completa a Folha.
O presidente Jair Bolsonaro e o vice-presidente, general Mourão Foto: Evaristo Sá / AFP
Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

15/9 - EXCLUSIVO. Quinze votos e uma reflexão, de Edson Fachin e Christine Silva

FONTE: https://osdivergentes.com.br/                                    OS DIVERGENTES EXCLUSIVO. Quinze votos e uma reflexão, d...