28/3 - BRASIL! BRASIL! de 27/3

BRASIL! BRASIL!


Posted: 27 Mar 2019 03:52 PM PDT

por Fernando Brito, Tijolaço -

Noticia o Estadão que Jair Bolsonaro cancelou a ida à Universidade Mackenzie, em São Paulo (um reduto da direita estudantil nos anos 60/70) onde iria conversar com pesquisadores responsáveis por estudos com o grafeno, tema recorrente em seus quase nulos planos para o Brasil. Diz o jornal que “protestos vinham sendo anunciados e havia o risco de confronto”.

A notícia vem junto com outra, a de que as iminentes mudanças na área de comunicação do Governo, com a entrada do empresário Fábio Wajngarten para chefiá-la, por indicação de Carlos Bolsonaro, em razão de informações recebidas sobre uma suposta “queda abrupta” de popularidade do pai Jair em São Paulo.

Não dá para crer que Carlos esteja, num passe de mágica, disposto a trocar seu perfil de incendiário pelo de bombeiro e por um “reatamento” que Wajngarten tentaria fazer com os grandes veículos de comunicação.

Ou será que, há um mês, Gustavo Bebianno foi defenestrado por receber um dirigente da Globo, o inimigo, dentro do Planalto?

O inferno de Bolsonaro vai até, pelo menos, uma definição do que passa da reforma previdenciária. O inferno, aliás, é um lugar muito mais fácil de entrar do que de sair.
Posted: 27 Mar 2019 03:49 PM PDT

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, reagiu à declaração do presidente Jair Bolsonaro, que disse nesta quarta-feira, 27, que Maia está "abalado" por "questões pessoais"; "Abalados estão os brasileiros que estão esperando desde 1º de janeiro que o governo comece a funcionar. São 12 milhões de desempregados, 15 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza e o presidente brincando de presidir o Brasil", atacou o presidente da Câmara; "Está na hora de ele sentar na cadeira dele, de o Parlamento sentar aqui e a gente resolver em conjunto os problemas do Brasil"

Do Brasil 247 -

Em um novo episódio da crise com o presidente Jair Bolsonaro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, reagiu à declaração de Bolsonaro de que Maia estaria "abalado" por "questões pessoais".

"Abalados estão os brasileiros que estão esperando desde 1º de janeiro que o governo comece a funcionar. São 12 milhões de desempregados, 15 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza e o presidente brincando de presidir o Brasil", atacou o presidente da Câmara.

"Agora está na hora de a gente parar de brincadeira e está na hora de ele sentar na cadeira dele, de o Parlamento sentar aqui e a gente resolver em conjunto os problemas do Brasil", acrescentou Rodrigo Maia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

15/9 - EXCLUSIVO. Quinze votos e uma reflexão, de Edson Fachin e Christine Silva

FONTE: https://osdivergentes.com.br/                                    OS DIVERGENTES EXCLUSIVO. Quinze votos e uma reflexão, d...