30/5 - Veja imagens das manifestações em defesa da Educação pelo Brasil

FONTE:https://www.metropoles.com/brasil/educacao-br/veja-imagens-das-manifestacoes-em-defesa-da-educacao-pelo-brasil



Veja imagens das manifestações em defesa da Educação pelo Brasil

Estudantes de ao menos 136 cidades de 25 estados e do Distrito Federal foram novamente às ruas para protestar contra o contingenciamento de verbas no MEC

Reprodução/ Mídia NinjaSalvarREPRODUÇÃO/ MÍDIA NINJA
ATUALIZADO 30/05/2019 22:35
Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Ouça este conteúdo0:00100%
Estudantes de ao menos 136 cidades de 25 estados e do Distrito Federal foram novamente às ruas para protestar contra o contingenciamento de verbas para universidades públicas e institutos federais de ensino, definido pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL). Com o apoio de educadores e de integrantes de movimentos sociais e sindicais, a mobilização dos alunos das instituições públicas desta quinta-feira (30/05/2019) é o segundo levante do gênero realizado pelo país: o primeiroocorreu há 15 dias.
Em contraponto, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi às redes sociais pedir que os pais denunciassem professores que “coagissem” alunos da rede público a participar dos atos. “Este governo acredita que as manifestações, se democráticas e pacíficas, são um direito de todo brasileiro. O que não pode acontecer são as coações de pessoas em ambiente escolar público”, disse em vídeo o ministro.
MEC, em nota, sugeriu o corte de ponto para os servidores que foram às manifestações. “Vale ressaltar que os servidores públicos têm a obrigatoriedade de cumprir a carga horária de trabalho, conforme os regimes jurídicos federais e estaduais e podem ter o ponto cortado em caso de falta injustificada. Ou seja, os servidores não podem deixar de desempenhar suas atividades nas instituições de ensino para participarem desses movimentos”, colocou a nota.
Atos expressivos
Embora menos numerosas do que o atos do dia 15, as manifestações desta quinta foram expressivas em capitais como São Paulo, Rio, Salvador, Recife, Fortaleza e Belém. Muitas faixas e palavras de ordem faziam referência aos cortes de bolsas de pesquisa e a bloqueios que afetam a ciência.
Havia também críticas a Bolsonaro, além de alguns manifestantes que pediam a liberdade do ex-presidente Lula, o fim da reforma da Previdência e justiça para a vereadora assassinada Marielle Franco.
Confira imagens do movimento pelo Brasil:
Verba discricionária
O Ministério da Educação anunciou no final de abril contingenciamentos na área que chegavam a R$ 7,4 bilhões. No entanto, uma semana depois da primeira mobilização, o governo repôs parte dos recursos bloqueados – R$ 1,6 bilhão, ou 21% do valor que havia sido contingenciado.
Nas universidades federais, o corte chega a R$ 2 bilhões, o que representa 30% da verba discricionária, que não inclui gastos obrigatórios como salários, por exemplo. Na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ligada ao MEC, que financia bolsas de pesquisa, o bloqueio foi de R$ 819 milhões, ou 19% do total.
No Twitter, a tag #30MpelaEducação segue entre as mais citadas do microblog no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

15/9 - ‘Augusto Aras é um oportunista, um vendedor de tônico capilar’, diz Eugênio Aragão

FONTE: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/augusto-aras-e-um-oportunista-um-vendedor-de-tonico-capilar-diz-eugenio-aragao/          ...