12/6 - Novas conversas mostram que Luiz Fux disse para Dallagnol e Moro ‘contarem com ele’

FONTE:http://www.tijolaco.net/blog/fux-disse-a-dallagnol-que-zavaski-teria-sido-enquadrado/



Novas conversas mostram que Luiz Fux disse para Dallagnol e Moro ‘contarem com ele’

Novas conversas mostram que Luiz Fux disse para Dallagnol e Moro ‘contarem com ele’
(Arquivo) Foto mostra o o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux, em Brasília, em 20 de junho de 2017 - AFP


O editor-executivo do The Intercept Brasil, Leandro Demori, esteve na rádio BandNews FM nesta quarta-feira (12) e revelou com exclusividade uma nova conversa envolvendo o então juiz Sergio Moro com o procurador Deltan Dallagnol, da força-tarefa da Lava Jato. O nome de Luiz Fux, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) foi citado nas mensagens.
Em 22 de abril de 2016, Dallagnol conversou com Moro e encaminhou mensagens que enviou para um grupo de procuradores da operação relatando uma conversa com Fux e o apoio do ministro diante de uma “queda de braço” com Teori Zavascki, também ministro do STF.
“Caros, conversei com o Fux mais uma vez, hoje. Reservado, é claro: o ministro Fux disse quase espontaneamente que o Teori fez queda de braço com Moro e viu que se queimou, e que o tom da resposta do Moro depois foi ótimo. Disse para contarmos com ele [Fux] para o que precisarmos, mais uma vez. Mas os sinais foram ótimos. Falei da importância de nos protegermos como instituições em especial no novo governo”, escreveu Dallagnol.
Moro, minutos depois, respondeu o procurador da Lava Jato: “Excelente. In Fux we trust [Em Fux nós confiamos]”.




EXCLUSIVO: O editor-executivo do Intercept Brasil, @demori, revela uma nova conversa envolvendo @SF_Moro e o procurador da @deltanmd. Pela primeira vez o nome de um ministro do @STF_oficial é citado: Luiz Fux. Na mensagem, Moro diz: “In Fux we trust”.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

15/9 - EXCLUSIVO. Quinze votos e uma reflexão, de Edson Fachin e Christine Silva

FONTE: https://osdivergentes.com.br/                                    OS DIVERGENTES EXCLUSIVO. Quinze votos e uma reflexão, d...