Redação Pragmatismo

JUSTIÇA12/JUN/2019 ÀS 19:10COMENTÁRIOS

Rachel Sheherazade surpreende e admite ter sido enganada por Moro e Dallagnol

Uma das mais fervorosas apoiadoras de Sergio Moro agora

 admite que foi enganada pelo ex-juiz da Lava Jato e atual

 ministro da Justiça: “Havia projeto de poder político”

Rachel Sheherazade Sergio Moro
Rachel Sheherazade
Rachel Sheherazade jamais escondeu seu apoio à Lava Jato desde o início da Operação, mas um vídeo (assista abaixo) divulgado pela jornalista nesta quarta-feira (12) revelou uma mudança de paradigma.
No vídeo de pouco mais de 7 minutos, Sheherazade confessa que a nomeação de Moro para o Ministério da Justiça de Bolsonaro comprova que a Operação Lava Jato era parte de um projeto político. O comentário da jornalista ocorre após as reportagens do The Intercept.
“Os vazamentos estratégicos e seletivos antes das eleições presidenciais, a ascensão de Sergio Moro a ministro de Estado e agora a revelação desta intimidade promíscua entre Moro e Dallagnol dão provas de que por trás da luta contra a corrupção, que é justa, havia sim um projeto de poder político. Isso se concretizou com a nomeação de Sergio Moro como ministro da Justiça do presidente Jair Bolsonaro”, afirmou.
A jornalista do SBT disse que foi enganada sobre as “boas intenções” do ex-juiz e dos investigadores. Segundo ela, a ambição política e o revanchismo mancharam a até então “imaculada imagem da operação Lava Jato”.
“Mensagens trocadas entre Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol são um verdadeiro ataque ao Estado Democrático de Direito. Essas mensagens provam o quanto estávamos enganados sobre as boas intenções tanto do juiz, quanto do procurador”, observou.
Por fim, Sheherazade, notória crítica de Lula, admite desconhecer a sentença e o processo de condenação do ex-presidente. “Eu não tive acesso aos autos da condenação de Lula, por isso não posso opinar sobre o mérito do processo. Mas eu conheço o papel do poder judiciário, sei quais são as incumbências do MP e do juiz. Uma coisa é certa, o juiz não pode orientar qualquer uma das partes. Não trata-se apenas de um desvio ético, trata sim de um vício processual que pode tornar nulo a investigação criminal, o processo judicial e a própria sentença condenatória”.
VÍDEO:
O vídeo de Rachel Sheherazade provocou reações diversas nas redes sociais. “Será que foi mesmo enganada ou está apenas saltando do barco por sentir a água subir muito rápido?”, questionou um internauta.
“Nunca é tarde para se arrepender, ressaltando que Moro e Dallagnol jamais me enganaram. Sheherazade, se não me engano, é também formada em Direito”, disse outra internauta.
Um outro usuário ironizou: “O mais engraçado é a pessoa que, até ontem, acreditava no Moro e achava que a Lava Jato era imaculada agora ter a pretensão de dar aula sobre o assunto. É como o aluno mais burro da sala que sobe no tablado para ensinar aos demais o que eles já tinham aprendido no primeiro dia de aula”.
Siga-nos no Instagram | Twitter | Facebook