26/5 - VÍDEO - Bolsonaro incentiva terrorismo no Brasil

FONTEhttps://youtu.be/psWX2a6lEV0

Bolsonaro incentiva terrorismo no Brasil

401 mil inscritos
INSCRITO
Não é uma frase de efeito. O presidente da República está incentivando seus apoiadores a cometerem atos de violência sob razões políticas. Os EUA chamam isso de terrorismo

26/5 - Presidente da China quer estar pronto para combate militar


FONTE:https://www.terra.com.br/noticias/mundo/presidente-da-china-quer-estar-pronto-para-combate-militar

Presidente da China quer estar pronto para combate militar

Em meio à pandemia, Xi Jinping quer preparar o país após "profundo impacto na segurança nacional"

26 MAI2020
08h31
atualizado às 09h42
  • separator
  • 9
  • COMENTÁRIOS
  • separator
O presidente da China, Xi Jinping, disse nesta terça-feira, 26, que o país tem de intensificar sua preparação para combates armados e melhorar sua capacidade de cumprir tarefas militares, pois a pandemia de coronavírus está tendo um profundo impacto na segurança nacional chinesa, informou a televisão estatal.
Presidente da China, Xi Jinping, chega em apresentação em Macau
19/12/2019
REUTERS/Jason Lee
Presidente da China, Xi Jinping, chega em apresentação em Macau 19/12/2019 REUTERS/Jason Lee
Foto: Reuters
O desempenho da China no combate ao coronavírus mostrou o sucesso da reforma militar, disse Xi, segundo a emissora estatal, acrescentando que as Forças Armadas devem explorar novas formas de treinamento em meio à pandemia.
Xi, que preside a Comissão Militar Central da China, fez os comentários quando participava de sessão plenária da delegação do Exército de Libertação Popular e da Polícia Armada do Povo em meio à sessão anual do Parlamento chinês.

26/5 - Witzel: 'Interferência de Bolsonaro na PF está oficializada'


FONTE:https://www.terra.com.br/noticias/brasil/politica/witzel-interferencia-de-bolsonaro-na-pf-esta-oficializada

Witzel: 'Interferência de Bolsonaro na PF está oficializada'

Após ser alvo de investigações por suposto desvio de contratos na Saúde do Rio de Janeiro, governador do Rio acusa presidente

26 MAI2020
10h19
atualizado às 10h33
  • separator
  • 36
  • COMENTÁRIOS
  • separator
Depois de agentes da Polícia Federal (PF) terem cumprido mandados de busca e apreensão em suas residências, o governador do Rio, Wilson Witzel, afirmou nesta terça-feira, 26 que a operação comprova a interferência do presidente Jair Bolsonaro no órgão. "A interferência anunciada pelo presidente da República está devidamente oficializada", disse, em nota, o mandatário fluminense.
Wilson Witzel.
Wilson Witzel.
Foto: Luiz Gomes / FotoArena / Estadão Conteúdo
A acusação foi feita num contexto em que a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), por exemplo, deu a entender que sabia que a PF preparava operações contra governadores. "Estranha-me e indigna-me sobremaneira o fato absolutamente claro de que deputados bolsonaristas tenham anunciado em redes sociais nos últimos dias uma operação da Polícia Federal direcionada a mim, o que demonstra limpidamente que houve vazamento, com a construção de uma narrativa que jamais se confirmará", apontou Witzel.
O governador foi alvo da operação Placebo, que cumpriu 12 mandados nesta manhã - incluindo buscas no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador, sua casa pessoal, o escritório de advocacia de sua mulher, Helena Witzel, e o Palácio Guanabara, onde ele despacha. O foco são desvios em contratos na Saúde durante a pandemia do novo coronavírus - que já levaram dois ex-subsecretários executivos e outras três pessoas à prisão.
Witzel negou que tenha qualquer envolvimento com os atos de corrupção. "Não há absolutamente nenhuma participação ou autoria minha em nenhum tipo de irregularidade nas questões que envolvem as denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal", alegou. "Estou à disposição da Justiça, meus sigilos abertos e estou tranquilo sobre o desdobramento dos fatos. Sigo em alinhamento com a Justiça para que se apure rapidamente os fatos. Não abandonarei meus princípios e muito menos o Estado do Rio de Janeiro."
Em entrevista exclusiva ao Estadão no final de abril, no dia da demissão do ex-ministro Sergio Moro, Witzel já havia comentado que, enquanto desafeto de Bolsonaro, "não se sente seguro" com possíveis interferências do presidente na PF.

25/5 - VÍDEO - GENERAIS DO PLANALTO ESTÃO CONSTERNADOS COM O QUE BOLS0NARO FEZ!!


FONTE:https://youtu.be/_Myh39gHAJU

B0MBA INESPERADA!!! GENERAIS DO PLANALTO ESTÃO CONSTERNADOS COM

 O QUE BOLS0NARO FEZ!!

25 de mai. de 2020
463 mil inscritos
INSCRITO
https://www.instagram.com/p/BuoBqc5Af... Este vídeo é um uso justo de acordo com a lei de direitos autorais dos EUA, porque não é comercial e de natureza transformadora, não usa mais do que o necessário, e não tem efeito negativo no mercado para o trabalho original. Índice de Uso Justo do Escritório de Direitos Autorais dos EUA https://www.copyright.gov/fair-use/ Todas as mídias deste vídeo são usadas para fins de revisão e comentários em termos de uso justo https://goo.gl/SD

25/5 - CHRISTIAN LYNCH: O método político e o glossário constitucional de Bolsonaro

FONTE:https://portaldisparada.com.br/politica-e-poder/metodo-glossario-bolsonaro/?utm_medium=disparada

                                               Disparada

CHRISTIAN LYNCH: O método político e o glossário constitucional de Bolsonaro

   
 
 
 
 
 
Duas observações sobre Bolsonaro:
1. É tediosa a mesma fórmula repetida ad nauseam. Ele chega ao final da semana em pânico porque encalacrado pelos malfeitos na Justiça e no Congresso. No domingo, ele se defende atacando, acenando com a bandeira velha e esfarrapada do golpe – o mesmo truque de sempre – , diante de um número cada vez mais minguado de fascistas e/ou reacionários em frente ao palácio. Agora acrescentou um manifesto de três dúzias de coronéis aposentados, que jogam peteca com o Heleno no posto 6. Fica achando que intimidou todo mundo. Na segunda-feira ele fica menos histérico, e faz um discursinho paz e amor do tipo: não me processem, nem me investiguem, nem aos meus aos filhos.
2. No glossário de constitucionalismo do presidente, aprende-se o seguinte:
A) O intérprete supremo da Constituição é ele mesmo, na condição de chefe supremo das Forças Armadas;
B) “Harmonia entre os poderes” significa ausência de mecanismos de freios e contrapesos em relação a ele e, portanto, de impunidade para si, sua família e seus apaniguados;
C) “Democracia” é o direito que tem a minoria que apoia de se impor à maioria da nação;
D) “Liberdade” é o direito que tem o homem branco, hétero, religioso e patriarcal de depredar, ferir, matar, destruir para garantir a sua vida e seu poder contra negros, gays, ateus, crianças e mulheres.
Em síntese, Bolsonaro, governante, simplesmente busca continuar a exercer essa sua “liberdade” natural, contra os limites impostos pelo Estado de direito democrático. Ele sabe que não poderá sobreviver se as instituições funcionarem livremente, porque expelido como o corpo estranho que ele é. Difícil mesmo.
Por Christian Edward Cyril Lynch
CHRISTIAN LYNCH O método político e o glossário constitucional de Bolsonaro

26/5 - VÍDEO - Bolsonaro incentiva terrorismo no Brasil

FONTEhttps://youtu.be/psWX2a6lEV0 Bolsonaro incentiva terrorismo no Brasil Blog da Cidadania 401 mil inscritos SEJA MEMBRO ...